BUSCAR
BUSCAR
Ato
Petroleiros do Estado aderem à greve e começam a paralisação de 72 horas
Coordenação do sindicato, informou que 100% dos petroleiros, sejam eles funcionários da Petrobras ou de empresas privadas não irão trabalhar nesta manhã
Redação/ Agência Brasil
30/05/2018 | 11:16

Os petroleiros do RN começaram a paralisação de 72 horas nesta quarta-feira, 30, ato acontece em pelo menos 4 pontos do Estado. Um dos pontos da manifestação é a refinaria Clara Camarão, em Guamaré, a 140 quilômetros da capital. Segundo a categoria eles ainda não receberam a notificação do Tribunal Superior do Trabalho que considera a greve abusiva e estipulou multa ao ato.

A coordenação do sindicato, informou que 100% dos petroleiros, sejam eles funcionários da Petrobras ou de empresas privadas não irão trabalhar nesta manhã. A medida não prejudica a produção automatizada, porém os serviços que necessitam de atuação humana ficará prejudicado.

Os petroleiros afirmam que o movimento é uma reação à política de preços dos combustíveis, de crítica à gestão na Petrobras e contra os valores cobrados no gás de cozinha e nos combustíveis.

A paralisação dos petroleiros ocorre três dias depois de o presidente Michel Temer e equipe negociarem um acordo com os caminhoneiros. Por mais de uma semana, os caminhoneiros pararam o país, provocando desabastecimento nos postos de gasolina, supermercados e prejuízos à economia.

Manifestações ocorrem em Natal, Mossoró, Alto do Rodrigues e Guamaré. Segundo o sindicato o ato faz parte da preparação para uma greve por tempo indeterminado, medida foi aprovada pelos petroleiros antes da greve de caminhoneiros. Ainda de acordo com o sindicato existem 2 mil petroleiros ligados diretamente à Petrobras no Estado e outros 6 mil terceirizados.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.