BUSCAR
BUSCAR
Atos
Natalenses realizam protestos contra aumento de combustíveis
Manifestações da tarde tiveram início às 16h, e se dividiram entre ocupações de vias e da Ponte Newton Navarro, e comitivas que passaram pelos postos da cidade
Boni Neto
21/05/2018 | 18:45

O natalense se mobilizou na segunda-feira, 21, para protestar contra o aumento dos combustíveis. Várias manifestações foram registradas pela cidade. Os atos da tarde tiveram início na BR-101, altura de Parnamirim, por volta das 16h. Motoristas ocuparam as vias, dificultando brevemente o tráfego. Eles foram acompanhados por funcionários da STTU, que garantiam a ordem.

A Ponte Newton Navarro, que liga a zona Norte ao litoral natalense, por volta das 18h, já estava completamente congestionada de ponta a ponta.

Em outra ação, motoristas de carro e motociclistas atravessaram a cidade, parando em postos de gasolina para abastecerem a preços simbólicos que variavam entre 0,10 centavos e 0,50. Eles iniciaram a passagem partindo de um posto em Mirassol até outro na Avenida Hermes da Fonseca.

Além disso, os consumidores exigiam a emissão da nota fiscal. O ato tinha a intenção de conscientizar a população a pedir a nota para obrigar os postos de gasolina a pagarem 42% de impostos – apesar de que, com ou sem nota, os postos já pagam os impostos na compra dos combustíveis às distribuidoras.

O motoqueiro Aécio José de França, 32 anos, estava acompanhando a comitiva de carros que parava nos postos para abastecer a centavos. Ele expressou sua revolta com o aumento do preço dos combustíveis.

“Estou me sentindo como todo brasileiro. O Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo e não há retorno. Passagem de coletivo aumentando, gasolina, diesel, álcool aumento, e quem paga a conta é quem trabalha o ano todo. A Petrobras empurra pra distribuidora, que empurra pros postos, que devolve, e ninguém sabe de quem é a culpa. De quatro em quatro anos, o cidadão tem a oportunidade de fazer uma reforma política e não faz, ele não sabe o poder que tem. Se todo mundo se juntar e fizer algo de concreto, já é um bom começo”, disse França.

Apesar dos transtornos no tráfego, todas as manifestações seguiram pacificamente até suas conclusões.

Protesto contra o Aumento de Combustível 10

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.