BUSCAR
BUSCAR
Protesto
Mulheres vão às ruas de Natal dia 9 contra Bolsonaro e em defesa da Previdência
Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, quatro mulheres do RN foram brutalmente assassinadas, vítimas de feminicídio
Redação
04/03/2020 | 14:01

O Sindicato dos Servidores em Saúde do Rio Grande do Norte (SindSaúde-RN) promoverá uma manifestação feminista pelas ruas de Natal contra os ataques dos governos e o crescente número de violência machista, na próxima segunda-feira (9). A concentração está marcada para às 15h, em frente à Catedral Metropolitana, na Av. Deodoro da Fonseca, na Cidade Alta.

Segundo a assessoria do SindSaúde-RN, o protesto tem como ponto central denunciar a violência contra as mulheres, o aumento do feminicídio, por trabalho, contra a reforma da Previdência estadual da governadora Fátima Bezerra e contra o presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, que “ameaça as liberdades democráticas e prolifera um discurso de ódio contra os setores mais oprimidos da classe”.

No Brasil, os números de assassinato de mulheres triplicaram em algumas cidades. De 2015, ano em que foi criada a Lei do Feminicídio, a 2018, esse aumento foi ainda maior: 62,7%. A maior parte das vítimas (61%) são mulheres negras.

No Rio Grande do Norte, às vésperas do Dia Internacional das mulheres, quatro mulheres foram brutalmente assassinadas, vítimas de feminicídio.

Os crimes de feminicídio aconteceram no domingo (1), nas cidades de Taipu, Arez, Taboleiro Grande e Francisco Dantas. O mais chocante é que todos esses os crimes de feminicídios foram cometidos por companheiros e ex-companheiros.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.