BUSCAR
BUSCAR
Vistoria
IPEM/RN fiscaliza medidores de pressão arterial em oito cidades do RN
Objetivo da fiscalização é garantir que os equipamentos utilizados em unidades de saúde estejam em perfeitas condições de uso
Redação
05/12/2019 | 11:31

Pensando na saúde do consumidor, mais de 130 esfigmomanômetros (medidores de pressão arterial) passaram por fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte. As equipes de fiscais percorreram hospitais, clínicas e postos de saúde das cidades de Natal, Mossoró, João Câmara, Poço Branco, Pureza, São Miguel do Gostoso, Taipu e Touros, durante todo o mês de novembro.

Apenas três medidores de pressão arterial foram interditados. Nesse caso, após reparo, que pode ser realizado por empresas credenciadas pelo Inmetro, os instrumentos poderão a ser novamente utilizados.

De acordo com o diretor-geral do IPEM/RN, Theodorico Bezerra Netto,a aferição dos esfigmomanômetros é feita anualmente e tem como objetivo verificar se os equipamentos estão funcionando corretamente. “A fiscalização visa garantir que o instrumento receba os cuidados necessários para o perfeito funcionamento e não comprometam a saúde dos pacientes que são atendidos diariamente nas redes públicas e privadas de saúde com informações inconsistentes”, afirma.

É importante que o usuário sempre pergunte ao profissional de saúde se o equipamento que medirá sua pressão passou pela verificação anual, que é obrigatória, do IPEM/RN e que, ao adquirir um aparelho novo, o consumidor exija que ele contenha a marca de verificação inicial do Inmetro, que pode estar fixada no instrumento ou na embalagem.

Caso o consumidor desconfie de alguma irregularidade deve denunciar ao IPEM/RN pelo número 0800 281 4054, pelo email – [email protected] ou pelo whats app 84 98147-9433.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.