BUSCAR
BUSCAR
Óleo nas praias
Ibama espera concluir análise de áreas afetadas por manchas até amanhã
Em relato preliminar, Petrobras informou ao Ibama que não se trata de óleo usado pela empresa. Ainda é aguardado laudo final
Redação
19/09/2019 | 07:30

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) espera concluir até sexta-feira, 20, o mapeamento das áreas afetadas no Rio Grande do Norte com manchas de óleo que parecem ser piche. A substância é encontrada em praias de diversas regiões do litoral potiguar há cerca de dez dias.

Em reunião no Ministério Público Federal na terça-feira, 17, representantes do Ibama disseram que uma amostra do material foi enviada para análise no Rio de Janeiro e que o mapeamento das áreas afetadas, a partir de sobrevoos e vistorias por terra, deve ser concluído esta semana.

O Ibama também ressaltou a necessidade da retirada do óleo das praias, costões rochosos e vegetações atingidos, para evitar a contaminação de outras áreas pela ação diária das marés.

Na reunião, o procurador da República Victor Mariz solicitou ao Ibama e também ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Estado (Idema) que orientem tecnicamente as prefeituras das cidades envolvidas sobre a forma adequada de coleta, armazenamento e descarte da substância.

Ainda segundo o Ibama, a análise do óleo também irá subsidiar a investigação da origem da substância. Em relato preliminar, a Petrobras informou ao Ibama que não se trata de óleo utilizado pela empresa. Ainda é aguardado laudo final, pedido pelo Ibama e MPF, que deve conter mais informações sobre a composição das manchas.

As primeiras manchas de óleo apareceram no litoral do Nordeste no começo de setembro. Até o momento, a área com maior concentração de resíduos é Barra de Tabatinga, litoral sul do Estado. O Ibama também identificou as manchas na Via Costeira, praia de Pirambúzios, Perobas, Jacumã, Búzios, Camurupim, Pirangi do Sul e Maxaranguape. A mesma substância também foi encontrada em praias de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e, nos últimos dias, no Piauí e Maranhão.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.