BUSCAR
BUSCAR
Colapso
Falta de combustível ameaça circulação do transporte público em Natal
Bloqueios nas estradas afetam o estoque de diesel não está sendo reposto nos tanques das empresas de ônibus em Natal; STTU estuda reduzir a frota em Natal
Jalmir Oliveira
24/05/2018 | 11:13

A paralisação dos caminhoneiros deflagrada na última segunda-feira, 21, ameça afetar a circulação de ônibus em Natal. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) estuda anunciar redução do número de veículos em circulação.

Por conta dos bloqueios nas estradas e rodovias federais, o estoque de diesel não está sendo reposto nos tanques das empresas de ônibus.

A titular da STTU, Elequicina Santos, está reunida com a direção do  Sindicato dos Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos). A intenção é ter informações sobre a real situação do abastecimento do diesel para os transportes.

Outras sete capitais brasileiras já enfrentam problema de desabastecimento de diesel. Em São Paulo, cerca de 40% da frota de ônibus não saiu às ruas nesta quinta-feira.

A informação é de que o Sindicato das Empresas de Transporte Público de Natal (Seturn) solicitou a redução de frota, para que não aconteça um colapso na circulação de ônibus em Natal.

Segundo o Nilson Queiroga, consultor técnico do Seturm, o estoque de diesel das empresas de Natal tem previsão para durar dois dias. As empresas não estão conseguindo repor o combustível.

“Pedimos uma providência para a situação. Não sabemos até quando durará o protesto. É uma ação para reduzir prejuízos para o setor de transporte público”, justifica Nilson Queiroga.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.