BUSCAR
BUSCAR
Parnamirim
Cremern exige na Justiça que Prefeitura abasteça maternidade e UPA
Conselho descrimina denúncias recebidas pela falta de condições básicas de trabalho e desabastecimento
Redação
07/06/2018 | 18:23

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern) deu entrada nesta quinta-feira (07) na 4ª Vara da Justiça Federal em uma Ação Civil Pública, com pedido de tutela antecipada, contra o município de Parnamirim para que disponibilize insumos e medicamentos para a Maternidade Divino Amor e para Unidade de Pronto Atendimento – UPA Enfermeira Maria Nazaré Silva dos Santos.

Nos autos da ação, o Conselho descrimina as constantes denúncias recebidas pela falta de condições básicas de trabalho, pelo desabastecimento da Maternidade Divino Amor e na Unidade de Pronto Atendimento Enfermeira Maria Nazaré Silva dos Santos, conforme também foi constatado pelo Departamento de Fiscalização do CREMERN na semana passada.  A Ação Judicial é para que não ocorra a suspensão dos serviços.

A ação tem o objetivo de que o poder judiciário determine que o município de Parnamirim restabeleça o fornecimento de material, sob pena de multa diária por descumprimento no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), na pessoa do prefeito de Parnamirim, sem prejuízo de apuração do crime de desobediência previsto no Código Penal.

 

 

 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.