BUSCAR
BUSCAR
Em conta
Natal está entre as quatro capitais com a cesta básica mais barata do Brasil
Valor da cesta básica caiu em dez capitais brasileiras, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 4, pela Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos
Juliana Leal
04/07/2019 | 17:08

A cidade de Natal está entre as quatro capitais que tem a cesta básica mais barata do Brasil. O preço médio chega a R$ 397,24, embora nos primeiros seis meses de 2019 a capital potiguar tenha registrado o segundo maior aumento (16,36%), atrás apenas de Vitória (20,20%), capital do Espírito Santo.

O valor da cesta básica caiu em dez capitais brasileiras, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 4, pela Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. Entre as 17 capitais que participaram da pesquisa, Natal ocupa a quarta posição entre as cestas de menor custo (R$ 397,24), ficando atrás somente de Aracaju (R$ 383,09), Salvador (R$ 384,76) e Recife (R$ 396,21).

A pesquisa, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), concluiu que São Paulo é a capital com a cesta mais cara, com o valor de R$ 501,68. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro (R$ 498,67) e na terceira posição está Porto Alegre (R$ 498,41).

Apesar disso, em 12 meses oito produtos acumularam alta na capital potiguar: tomate (66,75%), feijão carioquinha (55,68%), arroz agulhinha (13,43%), açúcar refinado (12,98%), pão francês (11,63%), manteiga (4,48%), carne bovina de primeira (3,48%) e óleo de soja (1,33%). As taxas acumuladas foram negativas para farinha de mandioca (-18,41%), banana (-13,30%), leite integral longa vida (-4,30%) e café em pó (-3,11%).

Diante do atual valor da cesta básica em Natal, o trabalhador potiguar que recebe um salário mínimo teve que comprometer 43,26% do seu salário líquido (após os descontos previdenciários) em junho de 2019.

Levando em consideração a determinação constitucional, que estabelece que o salário mínimo deva suprir as despesas de um trabalhador e de sua família, o Dieese estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário. Em junho de 2019, o departamento concluiu que o salário mínimo, para uma família de quatro pessoas, deveria equivaler a R$ 4.214, 62; ou seja, mais de quatro vezes do valor do salário mínimo atual.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.