Incerteza
Carnatal 2020. Será?
Ainda marcada para acontecer na primeira semana de dezembro, a festa pode ter um novo formato – estudado pela equipe da Destaque e baseado nas partidas esportivas que permitem a presença do público. Ou, em outra hipótese, ocorrer de maneira online
Por Nathallya Macedo - Publicado em 29/07/2020 às 00:45

Em meio a tantas incertezas sobre o futuro, um dos eventos natalenses mais tradicionais do ano passa também por questionamentos. Por causa da pandemia da Covid-19, muitas celebrações já foram canceladas para evitar aglomerações e, assim, prevenir o aumento de contágios pelo coronavírus. Para o Carnatal, no entanto, talvez ainda exista a possibilidade de realização em 2020.

Segundo o diretor da Destaque – empresa responsável pela festa –, Roberto Bezerra, o novo formato das partidas de futebol aplicado em outros países poderá dar a resposta sobre a readequação do Carnatal. “Alguns países já começaram a voltar com a torcida nos estádios, claro, com a capacidade reduzida de público nas arquibancadas e com outras medidas de segurança adotadas, como a aferição de temperatura e o distanciamento”, relatou ao Agora RN.

De acordo com Bezerra, a equipe do Carnatal vai observar estes casos para conceber um novo modelo. “Sabemos que a vacina pode não ser oferecida ainda este ano, é improvável. Então, o nosso evento não será possível nos antigos moldes. Vamos acompanhar os erros e acertos dos jogos esportivos para ter um direcionamento viável com um protocolo ideal: é essa nossa expectativa”.

Caso seja admissível, o evento pode + com a apresentação de artistas, porém com o público presente apenas nas arquibancadas, praticando o distanciamento recomendado pelas autoridades de saúde. “As atrações estão reservadas e possuímos o planejamento para a primeira semana de dezembro. Estamos aguardando e analisando os mais variados cenários”, contou Bezerra.

“Adiar de dezembro para maio, por exemplo, não acontecerá. Descartada a proposta, há uma alternativa: promover uma comemoração online através das conhecidas lives”, continuou. Isso porque esta será a 30ª edição do Carnatal, consagrado como o maior carnaval fora de época do mundo. Bezerra reforça que é necessário entender como o setor vai se adaptar aos protocolos de segurança e convivência social durante a pandemia.

Mais sobre o Carnatal

O primeiro Carnatal ocorreu no ano de 1991 e foi realizado no centro de Natal, com apenas 3 blocos, entre eles o Bloco Caju, animados por Netinho, Banda Mel e Banda Cheiro de Amor. No circuito, havia 12 camarotes e nenhuma arquibancada. A festa cresceu e, devido a reivindicações de moradores do bairro, teve que ser transferida para o largo do estádio Machadão em 1994, onde foram montados 525 camarotes: já eram 14 blocos e mais de 50 mil foliões. Desde 2014, o evento é realizado na área externa da Arena das Dunas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Curta Caicó
Nostalgia de cinema
Mergulhos rasos e profundos