BUSCAR
BUSCAR
Opinião
Rafael Motta critica indicações de Bolsonaro a ministérios
Daniela Freire
01/07/2020 | 00:02

Sem Saúde, sem Educação: em suas redes sociais, nesta terça-feira, o deputado federal Rafael Motta fez críticas às indicações do governo Jair Bolsonaro para ocupar ministérios importantes para o País, como o da Educação e o da Saúde. “Na Saúde, nega-se a Ciência. Na Educação, desrespeita-se a Academia”, escreveu ele.

Fake!

O parlamentar potiguar se referia ao último escândalo envolvendo fraude de currículo por ministros bolsonaristas: o desmentido do doutorado, do mestrado e do pós-doutorado de Carlos Alberto Decotelli da Silva, convidado por Bolsonaro para substituir Abraham Weintraub no MEC.

Currículo 

A ‘saída’ de Decotelli, que foi ministro sem ter sido, do MEC se soma a vários outros problemas acumulados no governo Bolsonaro, não apenas em meio à pandemia, quando viu dois ministros da Saúde deixarem os seus cargos, como em todos os períodos da gestão.

Para se ter ideia, outros ministros também já foram pegos mentindo sobre seus currículos.

Opinião

“Depois das constantes trocas na Saúde no meio da pandemia e de duas gestões desastrosas no MEC, presenciamos a demissão do ministro da Educação antes mesmo de tomar posse. A gestão pública precisa de seriedade e responsabilidade. Não dá mais para levar o Brasil na brincadeira”, afirmou o deputado.

Placebo

O prefeito de Natal Álvaro Dias disse ontem no Twitter que a Prefeitura de Natal vai distribuir um milhão de comprimidos de Ivermectina para a população. O prefeito diz mais, na mesma publicação: “Está comprovado que esse medicamento é eficaz na prevenção do coronavírus e vamos usar essa arma em nosso favor para vencer a guerra contra essa pandemia!”.

Distanciamento: O trabalho remoto da Assembleia Legislativa ainda vai durar até o final do mês e enquanto isso a deputada Cristiane Dantas mantém o ritmo no ‘home office’. Foto: Reprodução

Cadê a eficácia?

O prefeito precisa informar à população qual o estudo realizado em humanos comprova que Ivermectina consegue essa proeza! Ele também precisa explicar por que a medicação, com uma eficácia como essa, não é utilizada para a conter a covid19 em países mais desenvolvidos do que o Brasil.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a Food and Drug Administration (FDA) já disse que este medicamento ainda não é indicado para tratar a Covid-19.

Verificando

A Agência Lupa, primeira agência de ‘fact-checking’ do Brasil, que publica pela Piauí na Folha de São Paulo, publicou uma ótima reportagem sobre o assunto “Ivermectina” e afirmou que as pesquisas em humanos que estão sendo conduzidas estão em fase inicial e os resultados ainda são inconclusivos.

Diferente

“O que se tem até agora é a publicação apenas dos resultados de uma primeira etapa da pesquisa e nem sempre o que é observado in vitro se repete quando o medicamento é testado em animais ou em humanos”, diz a matéria.

Dosagem

A checagem diz mais: “De acordo com alguns pesquisadores, a dosagem utilizada em laboratório para inibir a replicação do vírus foi muito alta, e dificilmente se consegue aplicar essa mesma concentração em organismos vivos”.

Pé atrás

Vale ressaltar que, segundo a revista, os próprios autores da pesquisa disseram que são necessários estudos clínicos (em humanos) “para verificar se é possível alcançar doses terapêuticas da droga e usá-las no combate ao novo coronavírus”. 

Calma

Em tempo: “Entidades de saúde em diferentes países estão emitindo comunicados pedindo para as pessoas não usarem o medicamento com o objetivo de tratar a Covid-19 até que haja evidências científicas mais robustas”, diz a Lupa.

Inovando

Em tempos de pandemia de coronavírus e de mudança na vida social e no trabalho, colegas jornalistas estão buscando se adaptar à nova rotina e inovar nos conteúdos digitais. É o exemplo da jornalista Juliska Azevedo, que vem promovendo importantes debates em seus meios de comunicação virtual, como o que acontecerá nesta quinta-feira (02) numa transmissão ao vivo pelo canal no YouTube do Blog da Juliska, quando ela e os jornalistas Cledivânia Pereira e Diógenes Dantas irão discutir o “Jornalismo Profissional na era das Fake News”.

Transformando

Outro exemplo é a dupla Gustavo Farache e Erika Zuza. Os jornalistas resolveram implementar o curso de Media Training, que criaram desde 2012, para versão on-line. E nos dias 07, 08 e 09 de julho, das 19h às 21h, via virtual, eles irão aplicar o curso com orientações para melhorar a performance em entrevistas de TV e Rádio e nas ‘lives’ também.

Criando

Uma terceira amostra de jornalista que tem buscado transmitir conteúdo e inovando durante o isolamento social é Mariana Pinto, que está preparando o 1º Meeting ON ao lado da empresária Larissa Borges. O evento, que tem apoio do Sebrae-RN, acontecerá dia 07 de julho e tem a proposta de trazer uma reflexão sobre as redes sociais em formato de conteúdo. O projeto terá os formatos ON e OFF, e pretende colaborar e direcionar as pessoas a usarem a melhor arma de todas sempre: a comunicação.

RÁPIDAS

  • Bolsonaro é aconselhado a trocar mais dois ministros: Salles e Araújo para “ampliar a sua agenda positiva”.
  • O ministro Gilmar Mendes será o relator de recurso do MP contra foro a Flávio Bolsonaro. Vem briga feia por aí!
  • Deu ruim: a China alertou para uma “pandemia potencial” de um vírus suíno. 
  • A Economia argentina encolheu 26% em um mês de quarentena. Desabamento da atividade registrado em abril não tem antecedentes na história do país.
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.