BUSCAR
BUSCAR
Eleições 2020
Desastre de Taveira mantém Parnamirim no atraso, diz Nilda
Pré-candidata a prefeita de Parnamirim, vereadora Professora Nilda (PSL) avalia a gestão do prefeito Rosano Taveira (Republicanos) e faz críticas. Segundo ela, terceira maior cidade do Rio Grande do Norte tem serviços precários graças à omissão dos gestores públicos. “A gestão não tem planejamento, não tem resultados”, afirma
Redação
06/08/2020 | 22:34

Pré-candidata a prefeita de Parnamirim, a vereadora Professora Nilda (PSL) avalia que a gestão do atual prefeito, Rosano Taveira (Republicanos), tem sido “desastrosa” para a cidade, na medida em que não trouxe resultados nas áreas de desenvolvimento sustentável e geração de emprego e renda.
“É inadmissível que, na terceira maior cidade do Estado, setores básicos da administração, como saúde e educação, ainda estejam no tempo da pedra lascada, sem informatização, dificultando o atendimento à população e a transparência dos serviços públicos”, denuncia.

Ex-empregada doméstica que passou em concurso público para o magistério e em seguida tornou-se vereadora, Nilda, ainda no primeiro mandato na Câmara Municipal, vê seu nome despontar como principal líder da oposição a Taveira no município, de acordo com as últimas pesquisas de opinião.

Moradora de Parnamirim desde 1984, quando veio de Pedras Morada Nova (CE) para trabalhar na casa de uma família, ela diz enxergar grande potencial desenvolvimentista na cidade. Mas a falta de planejamento e compromisso com o povo do prefeito Taveira, em sua visão, tem botado Parnamirim a perder.

“A gestão não tem planejamento, não tem resultados. Cadê o desenvolvimento sustentável? Cadê a geração de emprego e renda? Parnamirim tem um potencial enorme, mas falta comprometimento do gestor”, aponta.

Líder da oposição

No cenário da eleição parnamirinense, Professora Nilda desponta ao lado de nomes como Taveira, a vice-prefeita Elienai Cartaxo (PL), o ex-prefeito Maurício Marques (Pros), o coronel do Exército José Ori Dolvim (PRTB), a professora Francisca Henrique (Podemos), o advogado Iran Padilha (Democracia Cristã) e o professor Edivan Sousa (PSOL). Nas últimas pesquisas, Nilda tem aparecido em primeiro lugar entre os que fazem oposição à atual gestão.

“Sou grata a Deus e à população por esse reconhecimento e reafirmo que continuarei firme em defesa dos serviços que a população merece e tem direito. Nosso objetivo continuará sendo ouvir a população, conhecer a realidade da máquina pública e depois cumprir o plano de governo. Quem chegar à prefeitura vai chegar com plano de governo. A população precisa fazer uma avaliação e, juntos, traçarmos metas e ações, dando prioridade à realidade, buscando melhorar os serviços das diversas áreas”, complementa.

Cidade rica, com deficiências de cidade pobre

Se os gestores de Parnamirim cuidassem bem da cidade, o município, que tem um dos maiores orçamentos do Estado, teria índices de cidade desenvolvida. No entanto, apresenta uma realidade de cidade pobre, graças à classe política. Para a Professora Nilda, falta gestão pública à cidade.
“Ficamos estarrecidos quando constatamos que o nosso município tem recursos próprios e repasses do Governo Federal e, ainda assim, há enorme deficiência na educação, na infraestrutura e na falta de manutenção das nossas quadras de esportes em todas as escolas, o que tem dificultado prática do esportes por nossos jovens e, consequentemente, aumento a violência e o consumo de drogas. Sequer o prefeito atual consegue disponibilizar acesso à internet nas escolas. E o que é mais grave: falta até política de formação continuada para os nossos professores”, diz Nilda.

Candidatura

Professora Nilda diz que sua candidatura representa o desejo da população. “Vejo que o povo está abraçando. Já existe um comprometimento, um envolvimento. As pessoas buscam conhecer quem é a professora Nilda, por que o nome dela está sendo citado por vários cidadãos. E quanto mais as pessoas se aproximam e passam a saber da minha história de vida, mais elas abraçam o nosso projeto por acreditar no que já fiz como gestora de escola pública e nesses três anos e meio como vereadora da cidade, como representante do povo”, afirma.

Gabinete no bairro

Projeto pioneiro e inovador, o “Gabinete no Bairro”, da Professora Nilda, levou a representante do povo para próximo das comunidades carentes de Parnamirim, onde a vereadora pode constatar, in loco, a ausência do poder público.

“O ponto que fortaleceu a confiança do cidadão ao nosso mandato foi o ouvir, o levar o nosso gabinete até às comunidades, por meio do Gabinete no Bairro. Nossa equipe passava uma semana andando nos bairros, visitando as unidades básicas de saúde, as escolas, os centros de assistência social (Cras), os espaços públicos, procurando saber como estão e quais serviços que a prefeitura disponibiliza. Nos aproximamos bastante da população por meio do Gabinete no Bairro”, explicou.

“Show de ‘lerdeza’”

Professora Nilda denuncia que Taveira deu um show de incompetência na condução da crise sanitária gerada pela pandemia do novo coronavírus. “A gestão do Poder Executivo foi lenta. O hospital de campanha já era um prédio pronto com recursos do Governo Federal. A prefeitura só autorizou a abertura no momento em que a UPA foi fechada. Faltou planejamento”, avalia.

Também problemática na gestão de Taveira na pandemia da Covid-19, de acordo com a vereadora Nilda, foi a falta de ação emergencial para resolver a falta de motoristas de ambulâncias na maternidade do Divino Amor.

“Havia três ambulâncias na maternidade, mas apenas um condutor por dia, devido à escala de trabalho. A prefeitura foi totalmente omissa quanto a isso quando não se planejou em caráter emergencial para que essas dificuldades fossem resolvidas”, observa.

De empregada doméstica a pré-candidata a prefeita

Nascida em Pedras Morada Nova (CE), Professora Nilda chegou ao RN em 1984, na cidade de Parnamirim, para trabalhar na casa de uma família e, ao mesmo tempo, estudar. Enquanto empregada doméstica, trabalhava o dia todo e estudava à noite na Escola Estadual Eliah Maia do Rego, no bairro Boa Esperança, em Parnamirim. Tempos depois, como professora concursada, voltou, só que desta vez como diretora da mesma escola, função que exerceu por 13 anos.

Em 1986, foi bolsista da rede municipal de ensino e, em 1987, passou no concurso público de professora no Estado do RN, começando a lecionar na Escola Estadual Dr. Antonio de Souza, na Cohabinal. “Fui diretora de algumas escolas, coordenadora pedagógica e a primeira diretora eleita pelo voto da comunidade escolar em 2005 na escola Eliah, em que me formei”.

Em 2012, lançou seu nome para vereadora a pedido da família, amigos e da comunidade escolar, obtendo 623 votos. Em 2016, repetiu a dose, incentivada pelos estudantes, professores, família e amigos, sendo eleita para o primeiro mandato, iniciado em 2017.

“Foi um mandato em que abraçamos a defesa dos serviços públicos, garantidos por lei à população. Houve comprometimento de toda a nossa equipe. Fizemos um trabalho com transparência, dedicação, fiscalizando continuamente os serviços públicos da cidade e os atos do Poder Executivo. Tudo isso trouxe o reconhecimento da população, que lançou o meu nome como pré-candidata a prefeita da terceira cidade mais rica do Rio Grande do Norte: Parnamirim”, conta.

Segundo Professora Nilda, seu mandato se destacou devido ao fato de ela ter a coragem de cobrar do Poder Executivo o cumprimento das leis por meio da fiscalização. “Levamos até a população a realidade dura dos serviços públicos de nossa cidade, encaminhando, em paralelo, as nossas solicitações ao Poder Executivo da cidade por meio de requerimentos, ofícios e indicações”, conclui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.