BUSCAR
BUSCAR
Arte
“Rendeiras da Vila”: uma homenagem de Carlos Zens
Músico potiguar faz homenagem às rendeiras de bilros de Ponta Negra em clipe lançado nesta quarta-feira 7
Redação
08/10/2020 | 05:50

Ao longo dos 34 anos de carreira, o artista potiguar Carlos Zens reflete cenários típicos e fortalece a identidade cultural da terra. Nesta quarta-feira 7, ele lançou um clipe intitulado “Rendeiras da Vila”, homenageando as rendeiras de Bilros de Ponta Negra, além de enaltecer a ancestralidade europeia e africana. As filmagens foram feitas na Igreja da Vila paróquia de São João Batista e na Tapiocaria da Vó/Associação Rendeiras da Vila de Ponta Negra.  

O projeto do videoclipe foi contemplado recentemente pelo edital de fomento à cultura de 2019 lançado pela Fundação José Augusto, mas a música foi composta há cerca de 5 anos. “O amigo Geraldo Maia me incentivou a inscrever o projeto no edital produzirmos juntos o videoclipe. Com a aprovação em fevereiro, Geraldo me ligou e disse que o cinegrafista Giovane Rocha estava em Natal, com um equipamento de imagens de cinema. Infelizmente a produção foi adiada por causa da pandemia, mas agora o nosso projeto está prontinho”, contou Carlos Zens. 

Caminhos do Som

Passear por ritmos, dançar coco, ciranda, baião, xaxado, xote, chorinho, samba, valsa e misturar o erudito com o popular. Tudo isso é a base do trabalho de Carlos Zens, também conhecido como “o tocador de flauta”. Extraindo melodias dançantes da flauta, expressa a paixão pela cultura popular nas músicas cheias de histórias. E, para reviver o universo sonoro das canções, Zens está com o projeto “Caminhos do Som”.

Ele foi agraciado pelo edital do SEBRAE/RN para viabilizar quatro álbuns nas plataformas digitais de música. “Poder falar desse momento que estou vivendo, enquanto artista independente é de um valor enorme e, ainda mais sendo através de um edital de fomento à cultura e de economia criativa,” comentou. “Muitos fãs meus, aos quais fui conquistando no decorrer da carreira, também pelos projetos que passei, como o ‘Pixinguinha’, o programa ‘Viola, Minha Viola’, com Inezita Barroso e o ‘Sr. Brasil’, com Rolando Boldrin, da TV Cultura, faziam com que procurassem trabalhos meus na internet e hoje posso ofertá-los. É tudo feito com muito zelo e qualidade.”

Já estão disponíveis em todas as plataformas os CD’s “Fuxico de Feira”, “Arapuá no Cabelo”, “Ouvindo o Coração” e “Pescador de Sons do Brasil”. O trabalho “Fuxico de Feira” (Edições – 2004, 2010 e 2012) tem 13 faixas, foi o terceiro CD de Carlos Zens e proporcionou diversas oportunidades, assim como uma grande divulgação nacional e viagens ao Sul e Sudeste do país, além de participações especiais como Lia de Itamaracá, Dominguinhos, Mingo Araújo e vários compositores norte-riograndenses. 

Já “Arapuá no Cabelo” (Edições – 2008, 2011 e 2012) possui 15 faixas, sendo duas instrumentais e 13 cantadas. É o quarto CD do músico e a edição de 2008 tem a capa em arte naif, assinada pelo artista plástico Arruda Sales. O outro, “Ouvindo o Coração” (Edição – 2011) é o quinto CD da carreira de Zens, evoca um lado mais introspectivo com canções e temas instrumentais. Nele também estão registrados as primeiras composições, um passeio entre Bossa Nova, New Age, Word Music e música sacra, mas sem deixar o regionalismo das canções.

Por fim, o disco “Pescador de Sons do Brasil” (Edição – 2015), composto por 17 faixas, possui repertório autoral e de compositores potiguares, além de mestres da música brasileira e universal, incluindo releituras. Do clássico ao popular, a exemplo da mistura de ciranda com a 5ª Sinfonia de Beethoven, além de homenagens ao emocionantes ao Rio Grande do Norte.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.