BUSCAR
BUSCAR
Investigação
“Professor”: Com o mesmo apelido do chefe de La Casa de Papel, suspeito de arrombar caixas de banco é preso em Natal
Dellio estava foragido desde o dia 28 de junho, quando foi deflagrada a operação "Mãos Malditas"
Redação
12/11/2020 | 08:22

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam um homem foragido da Justiça suspeito de participação em arrombamentos de caixas eletrônicos. Dellio Souza Ferreira, de 38 anos, mais conhecido como “professor”, foi preso nesta quarta-feira 11, em Natal.

Dellio é natural de Santos, no litoral de São Paulo, e tem este apelido em alusão a um dos principais personagens da série La Casa de Papel. Na ficção, um grupo de nove ladrões, liderados pelo “Professor”, prepara o roubo do século na Casa da Moeda da Espanha, com o objetivo de fabricar o próprio dinheiro em quantidades incalculáveis e nunca antes vista.

Mãos Malditas

Dellio estava foragido desde o dia 28 de junho, quando foi deflagrada a operação “Mãos Malditas”, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em cortes a terminais eletrônicos.

Ao todo, oito pessoas já foram presas, sendo seis delas capturadas logo após terem violado um caixa eletrônico instalado dentro da farmácia Nobre, localizada na Av. Hermes da Fonseca, na Zona Leste da capital potiguar, de onde subtraíram a quantia de R$ 175 mil. Deste total, R$ 50 mil foram recuperados na posse dos investigados, à época dos fatos.

“Coincidentemente, eram também nove ladrões que integravam o grupo criminoso da série La Casa de Papel”, destacou o delegado Erick Gomes, titular da DEICOR.

A organização criminosa, ainda de acordo com a DEICOR, é responsável pela prática de pelo menos oito furtos qualificados, em caixas 24h, e seus integrantes também são apontados como participantes de roubos a bancos e tráfico de drogas.

“Desde as prisões destes criminosos não houve mais nenhuma ação de violação de caixas eletrônicos em nosso estado”, acrescentou o delegado.

Segundo as investigações, a função do “professor” era a de planejar as ações dos cortes feitos nos caixas eletrônicos, bem como dirigir os veículos utilizados nas ações criminosas da quadrilha.

Após trabalho de investigação, os policiais civis da DEICOR encontraram Dellio em um carro de luxo, na Av. Antônio Basílio. Debtro do veículo foram encontradas algumas munições de revólver calibre 38.

Além do mandado de prisão, Dellio foi autuado em flagrante delito e encaminhado ao sistema prisional.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.