BUSCAR
BUSCAR
Reforma
Berço cultural potiguar, Pinacoteca deve ficar pronta em fevereiro de 2021
Prédio abriga importantes obras de artistas locais, nacionais e até internacionais. Foi fechado em 2018 para reformas de acessibilidade
Nathallya Macedo
11/12/2020 | 07:07

Inaugurado em 1873, o então Palácio Potengi e atual Pinacoteca Potiguar foi (e ainda é) considerado a maior expressão da arquitetura neoclássica em Natal. Já abrigou a sede do Governo do Rio Grande do Norte de 1902 a 1995 em ato do à época governador Alberto Maranhão.

Depois disso, passou a funcionar como um centro cultural, com exposições permanente e itinerante de obras locais, nacionais e até internacionais, abrigando trabalhos de artistas como Tarsila do Amaral, Newton Navarro e Dorian Gray. Localizada na Zona Leste de Natal, a Pinacoteca foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Entre salas amplas, janelas duplas e aura histórica imponente, o grandioso prédio virou um palco para os novos talentos. O ilustrador Amauri Neto, por exemplo, fez a primeira exposição da carreira na Pinacoteca.

Em 2016, aos 20 anos, o jovem conseguiu espaço para apresentar desenhos inspirados em contos de fadas durante uma visitação gratuita, aberta a todos por quatro dias. Para ele, um pontapé inicial surpreendente, já que muitos colegas e apreciadores de arte compareceram. Hoje, Amauri mora em São Paulo e continua ilustrando.

De fato, um dos principais objetivos do espaço era estimular a multiplicidade e a diversidade de linguagens e tendências nas mais variadas modalidades de manifestação, além de promover a difusão, a reflexão e o fomento da produção artística, bem como o intercâmbio entre todos aqueles que compõem o campo das artes plásticas e visuais. Foram inúmeras atividades realizadas no local, que virou um verdadeiro berço da herança cultural da terra.

Em 2018, no entanto, o prédio foi fechado para uma grande reforma de adequação. Por ser bastante antiga, a Pinacoteca não era acessível aos cadeirantes e existia a urgente necessidade de equipamentos como plataformas elevatórias e rampas, justamente para facilitar a circulação das pessoas com deficiência. Mesmo em meio à pandemia da Covid-19, as obras continuaram e a previsão do Governo Cidadão é de que o processo seja concluído em fevereiro de 2021.

Ao Agora RN, a pasta informou que 64,23% da obra está concluída. Ao todo, os custos aos cofres públicos chegaram a R$ 6,4 milhões. Neste momento, os artistas e consumidores culturais alimentam a esperança de que o lugar volte a abrigar sonhos em breve, com a reinauguração do prédio e com o fim da pandemia e das restrições de isolamento social.

Centro Histórico

O Governo do Estado também é responsável pela reformulação do Circuito Histórico de Natal. O plano é reformar 14 praças na cidade – praças essas que contribuem para o lazer dos moradores e que ainda são pontos de referência para a identidade potiguar. Recentemente, o titular da Secretaria Estadual de Infraestrutura, Gustavo Coelho, e o titular da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, Irapuã Nóbrega, vistoriaram as praças em obras.

Na visita técnica, foram definidos ajustes e firmados novos prazos de entrega, que serão oficializados nas próximas semanas. A execução das obras de requalificação das praças do Centro Histórico de Natal, integrantes do programa PAC Cidades Históricas, foi retomada em junho deste ano, após reavaliação e aprovação definitiva de projetos arquitetônicos e complementares de engenharia, assim como dos valores contratados.

Com investimento total de R$ 8,9 milhões, as praças inseridas no projeto estão localizadas nos bairros de Cidade Alta e da Ribeira, coração da capital potiguar.

Serão readequados os seguintes logradouros: Praça das Mães (Cidade Alta), Praça Sete de Setembro (Cidade Alta), Praça André de Albuquerque (Cidade Alta), Praça Padre João Maria (Cidade Alta), Largo do Memorial Câmara Cascudo, Praça Augusto Severo (Ribeira), Praça José da Penha (Ribeira), Praça do estudante (Cidade Alta), Praça Santa Cruz da Bica (Baldo), Praça Dom Vital (próximo à Igreja do Rosário), Praça Djalma Maranhão (próximo à Av. do Contorno), Praça João Tibúrcio (por trás da Igreja do Galo), e ainda os espaços urbanos localizados na Av. Walfredo Gurgel, próximo à Casa do Estudante, e na Parada Metropolitana, todos na Cidade Alta.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.