BUSCAR
BUSCAR
Lançamento
Perdendo o Juízo: potiguar Juliana Linhares se prepara para lançar primeiro EP
No primeiro single, Juliana apresenta parceria inédita com a cantora, compositora e atriz Julia Branco
Redação
03/12/2020 | 07:01

Vocalista da banda Pietá e integrante do Iara Ira, a artista Juliana Linhares faz a estreia da carreira solo. A artista potiguar se prepara para lançar o EP “Perdendo o Juízo”, pela Pólen Aceleradora, com produção musical da cantora baiana Josyara.

No primeiro single, que estará disponível em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira 4, Juliana apresenta parceria inédita com a cantora, compositora e atriz Julia Branco, evocando uma MPB de abordagem pop. O EP completo, com três faixas inéditas, será lançado no dia 11 de dezembro.

Juliana falou sobre a importância do processo de composição solo. “Depois de anos trabalhando na música como intérprete em outros projetos, comecei a sentir uma necessidade grande de fazer canções, de me experimentar no lugar de compositora. O fato de conviver com compositores muito aplaudidos adiava minha coragem, mas na quarentena entendi a importância de tentar. Era uma solidão enorme e precisei demais de mim, de mim com saúde, com desejo. Comecei a arranhar um violão, a guardar gravações e apostar nos meus improvisos, e de repente senti um baque no coração. ‘Preciso fazer um disco meu. Agora’. E fui tentando. Era tipo uma salvação dos dias, um amparo, uma ajuda para levantar. Fui catando parcerias, abrindo coisas antigas e me animei”.

A Pólen Aceleradora – selo musical da Guria Produtora que objetiva levar a música realizada e produzida por mulheres a novos horizontes – chegou como uma nova oportunidade e um desafio para Juliana.

“Um dia, Camila Pedrassoli (da Pólen) me ligou falando sobre a iniciativa da aceleradora e me fez o convite para participar do lançamento. Achei incrível, sou fã de todos que estão juntos, estar perto de uma produção de Natal, empregando mulheres, ainda mais em 2020? Eu sou dada a aventuras e resolvi aceitar, mesmo achando uma loucura fazer um EP do zero e rápido demais para lançar antes do disco que estou criando. Era dar um arrodeio no caminho que eu estava fazendo e brincar com outra proposta, lidar com inseguranças, com aprendizados diários e com o exercício da liberdade de deixar as coisas irem simplesmente. É meu primeiro lançamento encarando meu nome, eu que gosto de andar com galeras, grupos, bandas”, contou.

Para este novo processo, Juliana buscou parcerias com artistas que admira. “Na gestação acelerada, dei um passo e montei a equipe. Josyara é minha amiga e vínhamos há tempos trocando papos sobre produção musical. Josy mergulhou nas produções durante a quarentena e, na hora que Camila falou sobre o projeto impulsionar mulheres, pensei nela na hora. Baiana quente, também é aberta ao mar das novidades e se entregou como ninguém em sua primeira produção musical. Experimentamos sonoridades, misturamos beats e violões, ajustamos referências e eu sou só honra e gratidão, Josyara é uma artista que admiro fortemente. Percebi que queria um EP alegre, que trouxesse um brilho de fim de ano depois de tudo que passamos, queria vibrar este ciclo tão pesado trazendo calor e carinho para as pessoas, brindando a loucura que é estarmos vivas. Respirar, mexer, jogar fora”, pontuou Juliana.

O EP, que será lançado no dia 11 em todas as plataformas digitais, contará com três canções inéditas que apontam com humor o desejo de ver a vida mais leve: “Perdendo o Juízo”, “Ouça Você” e “Maldita”, uma parceria com Júlia Branco, outra com Josyara, e uma solo.

“Encontrei em Júlia uma irmandade, um amor torcida, uma alegria deliciosa. Eu e Ju começamos a trocar saberes em aulas online até que um dia eu comentei sobre ter que arrancar os quatro sisos de uma vez. Ela me perguntou “por quê?”, e eu respondi que precisava abrir uns espaços. Rimos da coincidência de dentes com a vida e desse papo surgiu ‘Perdendo o Juízo’, música que será lançada como single e que também dá nome ao EP. E esse título resume um pouco do que eu sou nesse ano, do que eu vivi pra conseguir produzir tudo isso, a saúde sambando e o Brasil escorrendo das nossas mãos”.

A gravação do EP foi feita em home studio. “Assim que o projeto todo se confirmou, fui pra casa de Josy e começamos o processo, entre comidas, risadas e conversas maravilhosas. À distância juntamos parceiros diversos, como Bruno Marques, Rodrigo Garcia, Cris Botarelli, Lívia Mattos, especialíssima, que toca sanfona em uma das faixas. Júlia e Josy toparam cantar e isso foi um presente”.

O trabalho também será lançado em vídeo dentro do projeto “Ação Camomila”. “Para a equipe de vídeo convidei duas amigas que têm os corações escancarados de paixão por realizar e com quem eu queria muito trabalhar: Larinha Dantas e Mylena Sousa. Elas se desdobraram em todas as partes possíveis e juntas levantamos o material audiovisual. Estamos em fase de finalização e cada encontro de Zoom é aquele misto de loucura, ansiedade e saudade e orgulho e amor. Eduardo Pinheiro chegou junto demais na mix e na master, criando formas novas à distância com tanto carinho e cuidado”, afirmou a artista, que planeja lançar o primeiro álbum solo em 2021.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.