BUSCAR
BUSCAR
Levantamento
Natal e mais 5 cidades do Nordeste detêm um quarto do PIB da região
O PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade, medido geralmente em um ano
Redação
20/12/2021 | 14:15

A capital potiguar é o sexto município do Nordeste mais bem colocado no ranking dos 100 maiores PIBs municipais do país, atrás de Fortaleza, Salvador, Recife, São Luís e Camaçari. Juntas, essas seis cidades representam 25% do PIB nordestino, o que demonstra uma concentração de renda expressiva, visto que, dos 1794 municípios da região Nordeste, apenas 0,33% concentram um quarto daquilo que é produzido.

Além disso, Natal é a única cidade do Rio Grande do Norte nessa lista, ocupando a 40ª posição com um PIB de aproximadamente 24,8 bilhões de reais, o que corresponde a 0,34% de participação no PIB nacional e 2,37% do PIB do Nordeste.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade, medido geralmente em um ano.

Três cidades do RN estão entre os 30 menores PIBs do Nordeste

A pesquisa trouxe também dados sobre os 30 menores PIBs por macrorregião. No Nordeste, cidades de apenas três estados apareceram nessas últimas posições. O Piauí teve o maior número de municípios (14), Paraíba, o segundo (13), e o Rio Grande do Norte, o terceiro (3). As cidades do RN que aparecem na lista são Viçosa (3ª), João Dias (17ª) e Monte das Gameleiras (23ª).

A desigualdade desses 30 municípios é tão acentuada que a participação de todas não chega a 0,07% do PIB da região Nordeste. Esse percentual de participação por região só não é menor do que o observado na região sudeste (0,02%).

RN tem maior número de cidades do Nordeste entre os 100 maiores PIB per capita

O Nordeste possui 11 municípios dentre os 100 maiores PIBs per capita do país. O RN, com três representantes, foi o estado do Nordeste com mais municípios nessa lista: São Bento do Norte (49ª), Bodó (66ª) e Guamaré (70ª). Bodó é a quarta menor cidade em número de habitantes de toda essa lista, com 2.223, e São Bento do Norte, a sexta, com 2.747 habitantes. Nessas cidades, as atividades de maior valor adicionado são, no caso de São Bento do Norte e Bodó, eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação, enquanto Guamaré se destaca por suas Indústrias de transformação.

O PIB per capita é obtido dividindo o PIB pelo número de habitantes da localidade, medindo quanto do PIB caberia a cada indivíduo de um país se todos recebessem partes iguais.

Concentração diminui, mas cinco municípios ainda possuem mais de 50% da riqueza produzida no RN

Os cinco maiores PIBs do RN em 2019 foram das cidades de Natal, Mossoró, Parnamirim, Macaíba e Guamaré, que correspondem a 3% do número total de cidades do RN mas detêm aproximadamente 57,2% do PIB do estado e quase 44% de sua população. Esse número era de 57,8% em 2018 e com isso houve uma redução de 0,6 p.p. É importante notar que, desde 2016, quando os cinco municípios potiguares com maiores PIBs tinham 60,5% da participação do Estado, este número vem caindo anualmente, o que demonstra uma desconcentração da atividade produtiva dos grandes centros.

Apenas sete cidades do Rio Grande do Norte registraram diminuição do PIB no ano de 2019 em comparação ao ano anterior: Parazinho, Bodó, Arês, Senador Georgino Avelino, Upanema, Rio do Fogo, Florânia, Cerro Corá e Coronel João Pessoa. As demais registraram aumento do produto interno bruto.

Dois municípios tiveram suas principais atividades de geração de valor adicionado do ano de 2018 alteradas no ano de 2019. Galinhos (cujas principais atividades em 2018 foram administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social) teve em 2019 como principais fontes de riqueza do município a Produção Florestal, a pesca e a aquicultura. Areia Branca (que teve maior valor em 2018 produzido no setor de Serviços) registrou como nova atividade de maior valor adicionado a de Indústrias extrativas.

Administração Pública e Serviços são destaques do RN na contribuição do PIB

Entre os 100 maiores municípios em valor adicionado ao PIB na área de administração, defesa, educação, saúde pública e seguridade social, Natal ocupa a 20ª posição com 4,5 bilhões e 0,41% do total nacional, atrás de Fortaleza, Salvador e Recife. Também aparece atrás dessas cidades e de São Luís no ranking das 100 maiores arrecadações do setor de serviços. Natal possui valor adicionado nessa área de 14 bilhões, fazendo com que ocupe a 31ª posição e representando 0,4% do PIB nacional nesse setor. As atividades de Indústria e Agropecuária não tiveram nenhuma cidade do RN entre as 100 maiores participações do valor adicionado ao PIB.

Na medida da contribuição dos municípios potiguares para o PIB do Estado, é constatada uma participação expressiva de Serviços e Setor Público, que, somadas, são 90% das principais atividades provedoras de valor adicionado no Estado. O restante fica por conta do setor de indústrias. A atividade agropecuária não foi listada como principal atividade contribuidora do PIB por nenhum município em 2019.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.