BUSCAR
BUSCAR
Declaração
“Não vou arredar”, diz Bolsonaro sobre Presidência da República
Chefe do Executivo participou de almoço com grupo de empresários em Joinville (SC) e se queixou de ser incluído no Inquérito das Fake News
Metrópoles
06/08/2021 | 14:43

Durante agenda em Santa Catarina nesta sexta-feira 6, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que não vai recuar da posição de presidente da República e reclamou de ter sido incluído como investigado no inquérito que apura a divulgação de informações falsas.

“Não estou preocupado em me manter presidente. Já dou recado: só Deus me tira daquela cadeira”, iniciou ele em discurso durante evento com empresários.

“Eu não estou para ser idolatrado, eu estou fazendo a coisa certa. É muito mais fácil para mim mudar de lado. Ninguém vai me acusar mais, minha esposa, meus filhos, meus parentes de coisas absurdas. É mais fácil. Não vou arredar, jurei dar minha vida pela pátria enquanto militar. E, como presidente, dou a minha vida pela liberdade de vocês”, prosseguiu.

Inquérito das Fake News

Na quarta-feira (4/8), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a inclusão de Bolsonaro, por ataques às urnas eletrônicas, como investigado no inquérito que apura a divulgação de informações falsas. A decisão atende ao pedido aprovado por unanimidade pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sessão da última segunda (2/8).

Em live, Bolsonaro alegou haver indícios de que as urnas eletrônicas foram fraudadas durante as últimas eleições, mas apresentou apenas denúncias já desmentidas.

“A partir de afirmações falsas, reiteradamente repetidas por meio de mídias sociais e assemelhadas, formula-se uma narrativa que, a um só tempo, deslegitima as instituições democráticas e estimula que grupos de apoiadores ataquem pessoalmente pessoas que representam as instituições, pretendendo sua destituição e substituição por outras, alinhadas ao grupo político do presidente”, assinalou Moraes.

Ao comentar a inclusão no inquérito, Bolsonaro questionou se será retirado do cargo ou declarado inelegível. “Que coisa é essa um presidente da República estar no Inquérito das Fake News? Alguém vai dar uma canetada lá pra dizer que eu tenho que deixar minha cadeira ou me tornar inelegível?”, questionou.

Agenda em Santa Catarina

Fora da agenda oficial, Bolsonaro participou de um almoço com empresários da região promovido pela Associação Empresarial de Joinville (Acij), Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e prefeitura. O discurso do mandatário foi transmitido pelas redes sociais.

À tarde, ele participa de cerimônia de entrega da Ordem da Machadinha, também em Joinville. No sábado (7/8), Bolsonaro marca presença em um passeio de moto na capital catarinense, Florianópolis.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.