BUSCAR
BUSCAR
Pesquisa
MEIs são 20% do total de pessoas ocupadas do Rio Grande do Norte
Em 2021, o estado tinha 162.258 MEIs registrados, com 1.797 sendo empregadores (1,1% do total)
Redação
05/10/2023 | 05:26

O IBGE divulgou hoje pesquisa sobre Microempreendedores Individuais (MEIs) no Rio Grande do Norte em 2021. O estado tinha 162.258 MEIs registrados, com 1.797 sendo empregadores (1,1% do total). Isso representou 20,2% da força de trabalho do estado. O número de MEIs cresceu nos últimos anos, 22,6 mil novos trabalhadores aderiram ao Microempreendedores em 2019, 25,3 mil em 2020 e em 2021 tiveram 34,4 mil novos registrados.

A maioria dos MEIs tinha menos de 3 anos de filiação (50,3%), enquanto 44,7% estavam nas atividades de “Serviços,” e 37,9% na “Construção.”

Em relação ao local de trabalho, 36% trabalhavam em casa, principalmente nas áreas de “Serviços” e “Comércio.”

A taxa de sobrevivência dos Microempreendedores nascidos em 2014 foi de 55,7%, exceto para a categoria “Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura,” que teve 33,3%.

A maioria dos Microempreendedores no Rio Grande do Norte tinha em média 40 anos de idade, com 53,6% homens e 46,4% mulheres. As mulheres tinham níveis mais altos de instrução, com 18,3% tendo ensino superior, em comparação com 8,4% dos homens.

A pesquisa incluiu informações sobre raça/cor, com 55,5% dos MEIs se declarando pardos, 39,2% brancos, 3,6% pretos, 1,4% amarelos e 0,3% indígenas.

Além disso, a análise observou que apenas 0,29% (472) dos Microempreendedores registrados no Rio Grande do Norte em 2021 tinham nacionalidade diferente da brasileira, sendo a maioria deles argentinos (135 MEIs).

Essa pesquisa foi conduzida exclusivamente com base em registros administrativos e representa uma importante contribuição para o entendimento dos Microempreendedores Individuais no estado, complementando outros estudos institucionais do IBGE sobre o tema. Devido à natureza experimental da pesquisa, os resultados estão sujeitos a avaliação contínua.

O estudo foi realizada com base em registros administrativos e é uma investigação experimental do IBGE, cobrindo diversas dimensões temáticas dos MEIs, seguindo critérios específicos de seleção, incluindo a formalização do cadastro, situação cadastral na Receita Federal, e outros aspectos relacionados à atividade econômica.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.