BUSCAR
BUSCAR
Acusado de assédio
James Franco admite ter tido relações sexuais com alunas: “Fiquei viciado”
Após ser acusado de assédio, o ator disse entrevista ao podcast .'The Jess Cagle' que lutava contra um vício em sexo
R7
23/12/2021 | 20:58

O ator indicado ao Oscar James Franco assumiu ter dormido com alunas de uma escola de atuação, em Nova York, nos Estados Unidos, que dirigiu anteriormente. Ele disse que lutava contra o vício em sexo e vinha trabalhando para melhorar seu comportamento nos últimos anos.

Em entrevista ao podcast The Jess Cagle, divulgada nesta quarta-feira (23), o ator disse que “dormia com as alunas, e isso era errado”. Ele negou, contudo, que tenha aberto a escola para atrair mulheres para fins sexuais.

“Suponho que, na época, meu pensamento era: se é consensual, o.k.”, acrescentou ele no podcast do SiriusXM. “Na época, eu não estava lúcido.”

Os comentários foram os primeiros de Franco sobre as acusações levantadas contra ele há quase quatro anos, quando o Los Angeles Times informou que cinco mulheres acusaram Franco de conduta que consideraram inadequada.

Mais tarde, em outubro de 2019, duas mulheres entraram com um processo civil contra a estrela de Pineapple Express, acusando-o de explorar aspirantes a atores em sua escola, agora extinta, e enganar mulheres jovens para filmar cenas de sexo explícito.

Franco disse que desenvolveu um vício em sexo depois que ficou sóbrio de um vício em álcool que desenvolveu quando era jovem. “É uma droga tão poderosa”, disse ele. “Fiquei viciado nele por mais de 20 anos. A parte insidiosa disso é que fiquei sóbrio por causa do álcool todo esse tempo.”

Franco coapresentou a cerimônia do Oscar em 2011 e foi indicado ao prêmio de 2012 por sua atuação em 127 Horas.

O ator concordou neste ano em pagar US$ 2,2 milhões para encerrar o processo civil de 2019, de acordo com documentos apresentados no Tribunal Superior de Los Angeles.

Na entrevista ao podcast, Franco também disse que está se recuperando do vício em sexo desde 2016 e vem “trabalhando muito” após as acusações contra ele “e mudando quem eu era”.

“Eu não queria machucar as pessoas”, disse ele.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.