BUSCAR
BUSCAR
Educação
Grupo Ânima adquire a operação da Rede Laureate, proprietária da UNP, por R$ 4,4 bi
Laureate informou nesta quarta-feira 21 que pretende fechar a venda da operação brasileira para o Grupo Ânima
Redação
21/10/2020 | 12:53

A Laureate informou nesta quarta-feira 21 que pretende fechar a venda da operação brasileira para o Grupo Ânima. A medida rescinde a negociação com a Ser Educacional iniciada no mês passado. O valor fechado foi de R$ 4,4 bilhões.

No Rio Grande do Norte, a Rede Laureate é proprietária da Universidade Potiguar.  

A transação com Ânima chegou a ser interrompida por cinco dias, devido a uma liminar impetrada pela Ser Educacional, que tentava inviabilizar a negociação.

“A Laureate pretende rescindir seu contrato de transação com a Ser o mais rápido possível e entrar em um contrato vinculativo definitivo com a Ânima”, informa comunicado do grupo americano.

A oferta da Ânima é cerca de R$ 500 milhões superior à da Ser Educacional. “Há também um ganho incremental de R$ 200 milhões do preço de compra que a Laureate poderia receber com base em certas métricas sendo alcançadas . Além disso, a Anima pagará a taxa rescisória de R$ 180 milhões devida à Ser”, informa a Laureate.

A operação entre a Ser Educacional e a Rede Laureate estava estimada em R$ 3,8 bilhões.

Com a aquisição da operação brasileira da Laureate, a Ânima pode virar o quarto maior grupo de ensino superior do país com cerca de 380 mil alunos. Atualmente, a Ânima é a nona maior empresa do setor, com 113 mil matriculados.

Além disso, a companhia inclui em seu portfólio instituições de ensino como Anhembi-Morumbi que tem um perfil semelhante a outras faculdades do grupo, e cursos de medicina – segmento que a Ânima vem investindo fortemente.

A Laureate Brasil obteve uma receita líquida de R$ 2,1 bilhões, considerando os últimos 12 meses, encerrado em março. Já a Ânima registrou receita líquida de R$ 1,2 bilhão no acumulado do ano passado.

Ser entrou com ação na justiça

A Ser Educacional informou que houve divergência com a Laureate em relação à cláusula que possibilita oferta de terceiros pelo ativo e confirmou que entrou com ação judicial.

“Houve divergências entre as partes em relação ao válido exercício do direito de go-shop e, em razão dessa divergência, o assunto será discutido judicialmente. Nesse sentido, a Ser entrou com pedido de tutela cautelar, em caráter antecedente a procedimento arbitral e obteve decisão liminar favorável, mantendo o Transaction Agreement, válido e eficaz”, informa comunicado da Ser.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.