BUSCAR
BUSCAR
Lentidão
Fecomércio RN se reúne no TCU para tratar da relicitação do aeroporto Aluízio Alves
Preocupação da Federação potiguar, que lidera este tema entre as entidades empresariais ligadas ao turismo, é a lentidão dos trâmites do processo de relicitação do equipamento ao Governo Federal
Redação
01/04/2022 | 11:34

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, participou de reunião, nesta quinta-feira (31), com representantes do Tribunal de Contas da União, em Brasília, para tratar do processo de relicitação do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves. O encontro com a chefe de Gabinete, Karla Amâncio, e o assessor do Ministro Aroldo Cedraz, Paulo Guerra, é uma devolutiva de uma solicitação da Federação para tratar sobre o tema, enviada no início deste mês.

A preocupação da Federação potiguar, que lidera este tema entre as entidades empresariais ligadas ao turismo, é a lentidão dos trâmites do processo de relicitação do equipamento ao Governo Federal.

O ministro Aroldo Cedraz está com a relatoria do caso no TCU e analisará, entre outras questões, o valor da indenização a ser paga à Inframérica que será incluído no processo. O montante está sendo apurado por uma empresa verificadora independente.

“Escutamos da equipe do TCU que o ministro Aroldo Cedraz está bastante sensível ao problema e empenhado em dar a celeridade possível ao processo, inclusive no que diz respeito ao pleito que foi o motivo da nossa provocação ao órgão. Mas precisam que cheguem ao TCU as informações relacionadas à indenização da atual concessionária, a cargo de empresa independente contratada pelo Ministério da Infraestrutura para apurar esse valor”, detalhou Marcelo Queiroz.

O dirigente, que estava acompanhado do presidente da CDL Natal, José Lucena, e do diretor Executivo e de Relações Institucionais da Fecomércio, Laumir Barrêto, se comprometeu em envolver e mobilizar a bancada federal do RN, para que levem esse pleito de agilização das informações junto ao Governo Federal, via Ministério da Infraestrutura.

Entenda o processo – Sobre o processo de devolução e relicitação do aeroporto internacional potiguar, há um entendimento que indica a necessidade de esperar o laudo final da verificadora, a fim de que se promova uma nova rodada de audiências públicas, para que, depois disso, o valor referendado por elas possa ser especificado no edital do futuro leilão. Somente após essa etapa, o documento seria avaliado pelos órgãos de controle, o que poderia levar o leilão a acontecer somente em 2023.

Já o Ministério da Infraestrutura e a Fecomércio RN entendem que os dois processos – análise do edital e audiências públicas -, podem correr em paralelo. Se o relator e os demais ministros concordarem com esta posição, a relicitação poderá ser realizada no fim deste primeiro semestre de 2022.

O presidente Marcelo Queiroz relembra que o processo de devolução do terminal norte-rio-grandense teve início em março de 2020 e esses processos tem impacto direto no turismo potiguar.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.