BUSCAR
BUSCAR
Audiovisual
Curta “Quando as coisas desmancham” será exibido neste sábado
Curta potiguar conta uma história de busca por memórias. Filme será exibido no Cine Drive-In Natal neste sábado 24, ao lado de outras produções locais, nacionais e internacionais
Nathallya Macedo
22/10/2020 | 05:45

O curta-metragem potiguar “Quando as coisas se desmancham” será exibido neste sábado 24 no Cine Drive-In Natal, festival gratuito que acontece durante o mês de outubro na Arena das Dunas. O filme de 21 minutos participa da sessão Goiamum Audiovisual ao lado de “Nada foi em vão”, “Lalá”, “No fim de tudo”, “Distorção” e Cuscuz peitinho”.

“Quando as coisas se desmancham” é um filme sobre Ana, uma adolescente que volta a morar com o pai – que está nos estágios iniciais do Alzheimer. Ao mesmo tempo, ela está entrando na vida adulta, estudando para o Enem e fazendo todas as escolhas que são características dessa época. Ou seja, o curta mostra a vida se desmanchando por um lado e se refazendo por outro. Em outras palavras, os ciclos estão constantemente fluindo e se desmanchando para formar algo novo.

Filmado em 2017 e finalizado em 2018, o curta foi dirigido por Aristeu Araújo. Potiguar radicado no Paraná, ele é graduado em cinema pela Universidade Federal Fluminense (UFF/2008) e em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN/2002). É, ainda, pós-graduado pelo SENAC PR em artes visuais. Trabalha como diretor, roteirista e montador de vídeos e filmes. No elenco, estão os rostos conhecidos de Fernanda Cunha, Isadora Gondim, Geraldo Maia e Clotilde Tavares.
Aristeu, Fernanda e Isadora relembraram o período de gravações em relatos enviados ao Agora RN. Confira:

Aristeu Araújo, diretor

“Filmamos no final de 2017 através dos arranjos regionais, quando há suplementação de verba federal para o orçamento destinado ao filme. Isso aconteceu dentro do edital Cine Natal 2014, quando o curta foi premiado. Rodamos por cinco dias com uma equipe de ótimos profissionais. Realizamos uma oficina de atuação por três dias para só aí escolher nosso elenco. Não acreditamos naquele teste de elenco em que ligamos a câmera, o ator ou atriz vai até lá e dá o texto. No final, escalamos a incrível Fernanda Cunha, para o papel da protagonista Ana.

De coadjuvante, temos Isadora Gondim, outra jovem atriz brilhante. Como pai temos Geraldo Maia, ator para lá de experiente. Por fim, temos uma cuidadora que é interpretada por Clotilde Tavares, que dispensa qualquer tipo de apresentação.

Acredito que Natal ainda carece de mais janelas de exibição da produção local. E não só, também carece de espaços cinematográficos para exibir o cinema. É muito triste que ainda seja uma cidade tomada por cinemas de shopping, sem nenhuma sala voltada a um tipo mais alternativo de produção fílmica.

Aí, claro, projetos como o Goiamum Audiovisual são um bálsamo. Em um ano tão complicado, com pandemia e necessário distanciamento social, o Cine Drive-in se faz necessário e muito bem-vindo.

Espero que sirva também como um pontapé para que mais e mais pessoas vejam cinema de boa qualidade e entendam a importância de ter uma produção local pujante. Porque fazer cinema é trabalhar nossa própria identidade e quando um povo se vê nas telas, há uma relação de profundo reconhecimento. É empoderador. É bom destacar também que esse filme só foi possível por causa da complementação de verba destinada pelo Fundo Setorial do Audiovisual – que, neste governo, está completamente paralisado. Estão tentando nos sufocar, mas o cinema sempre resiste.”

Fernanda Cunha, atriz

“Quando as coisas se desmancham’ foi o meu primeiro trabalho no audiovisual, um dos poucos que fiz até hoje. Para além de todo o carinho que tenho pela equipe, pelo diretor e por ser minha estreia nessa linguagem, é um filme que me toca muito.

Aristeu Araújo, o diretor do filme, tem um modo muito sensível de narrar, um tempo para mostrar as coisas que é muito próprio dele, acho que isso dá ao filme uma característica única. Durante as filmagens no set, havia muito cuidado, muito rigor com os horários, com enquadramentos, mas tudo foi feito de uma forma respeitosa, tranquila, acho que esse modo de ter sido feito também alcança o público de alguma forma.

É o que eu acredito: que as coisas feitas com amor muito rápido alcançam os corações. Estou feliz de poder ver novamente o curta no meu lar, no estado onde ele foi feito. O curta já rodou o mundo, mas como filho pródigo: sempre retorna.

A iniciativa do Cine Drive-In é importantíssima para disseminação do audiovisual, sobretudo na mostra Goiamum, onde os filmes feitos aqui podem ser conhecidos por mais e mais pessoas.

É uma pena que a gente não possa se abraçar no período em que vivemos, mas que bom que podemos nos encontrar pelas telas, em nossos carros. Espero que, mesmo depois disso, a iniciativa se mantenha como uma nova forma de lazer, mas também que seja possível acessar os produtos audiovisuais de formas menos elitistas, a pé, na rua, nas praças.

Espero que isso seja uma carona para levar a arte muito além. Sobre o curta o que tenho a dizer é: assistam, deixem se encantar pelo tempo de Aristeu, fiquem até o fim, leiam cada um dos nomes que tornou possível esse curta acontecer. Cada uma dessas pessoas é responsável por uma alegria imensa da minha vida e faz parte dessa beleza.”

Isadora Gondim, atriz

“Sou atriz, formada em Teatro pela UFRN e, assim como vários outros artistas nossos, estou tendo o privilégio de ter um dos filmes em que atuei sendo exibido no Cine Drive-in Natal. É uma iniciativa incrível que amplia a possibilidade de mais pessoas acessarem, prestigiarem e apoiarem o audiovisual potiguar, que é tão potente e bem feito.

Gravamos “Quando as coisas se desmancham” em 2017, com uma equipe muito organizada e dedicada. Foi minha primeira experiência profissional em set de filmagem e até agora, a melhor que já tive. Tenho grande apreço e orgulho de ter atuado nessa produção, e agora me sinto muito feliz com essa conquista de passar nas telas do drive-in, ao lado de outros curtas potiguares tão bons. Já tive a oportunidade de assistir no cinema mesmo, masacho que no Cine Drive-In vai ser diferente! Nunca tinha tido essa oportunidade de ver um filme de dentro do carro, e nunca imaginei que me veria em uma tela dessa”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.