BUSCAR
BUSCAR
Climão
Contratação de Marcos Mion pela Globo é tratada como bomba nos bastidores, diz colunista: “Como uma traição”
Nos bastidores apresentadores chegaram a classificar como 'traição' atitude da emissora em levar Mion para os sábados até dezembro
Alessandro Lo-Bianco
10/08/2021 | 18:18

A contratação do apresentador Marcos Mion pelo Grupo Globo, divulgada na última sexta-feira, 6, caiu como uma bomba para alguns apresentadores já contratados pela casa. Em conversas nos bastidores e em grupos de WhatsApp, alguns apresentadores teriam classificado a escolha de colocar Mion até dezembro à frente do Caldeirão como uma ‘traição’, conforme diz o colunista Alessandro Lo-Bianco.

A TV Globo anunciou que Mion fica no Caldeirão somente até dezembro. Isso porque internamente ainda é travada uma disputa pela programação de sábado a tarde. O contrato de Mion é de dois anos e teve como foco a programação do Multishow, onde ganhará um reality show, um programa semanal, e também terá projetos ligados à cobertura de grandes eventos.

A emissora optou por colocar Mion na última hora substituindo Luciano Huck nos sábados de Caldeirão por três motivos: o primeiro é que o Caldeirão não pode sair do ar até dezembro, uma vez que existem contratos vigentes assinados entre anunciantes e o programa até o final do ano. Por isso, inicialmente, a emissora divulgou de forma oficial que Tiago Leifert ficaria até março de 2022 no lugar do Fausto Silva, justamente para Huck encerrar o Caldeirão até dezembro de forma que a emissora pudesse honrar com todas as cotas publicitárias assinadas até dezembro.

Entretanto, como Huck não aceitou esperar nove meses para substituir Leifert – uma vez que o acordo foi ser o primeiro substituto de Faustão – a Globo precisou voltar atrás e antecipar o ingresso de Huck aos domingos sem poder – ao mesmo tempo – encerrar com o Caldeirão.

O segundo motivo é que Tiago Leifert terminou o Big Brother – tapou o buraco inicialmente deixado pela saída antecipada do Faustão – mas ainda precisaria apresentar o The Voice e o Big Brother. Por isso a Globo tinha optado dar férias para ele com a antecipação de Huck aos domingos, pois planejava colocá-lo em um novo programa aos sábados após encerrar o Caldeirão do Huck em janeiro. Dessa forma, André Marques iria assumir os sábados até dezembro para cumprir as obrigações publicitárias que giram em torno do Caldeirão até o final do ano.

O terceiro e último motivo é que André Marques saiu com a imagem inteiramente rejeitada pelo público após o fracasso do reality No Limite. O público fez duras criticas ao seu desempenho e a imagem do apresentador não foi bem vista nas pesquisas feitas após o reality para apresentar o Caldeirão, mesmo já tendo sido informado pela cúpula da Globo que ele ficaria até dezembro.

Mion vira opção para tapar buraco

Mas onde entra Marcos Mion nessa confusão? Inesperadamente a Globo – que já tentava contratar Marcos Mion para a programação do Multishow – conseguiu resolver este impasse com a Netflix na sexta-feira. Quando um dos executivos da amissora descobriu que o Canal e a Netflix resolviam o impasse assinando um termo que para trabalhar na Multishow a emissora deveria abrir mão apenas de colocar – sob qualquer hipótese – o apresentador no Globoplay, a emissora efetivou a contratação de dois anos do Mion e esse mesmo executivo deu a ideia de colocar Mion para cumprir a obrigação publicitária que o Caldeirão tem com os anunciantes até dezembro deste ano. Dessa forma foi anunciado que Mion ocupa os sábados somente até dezembro.

Essa escolha, entretanto, causou temor em Tiago Leifert e André Marques. Leifert porque já havia pedido para deixar o BBB e sua ida para a programação de sábado com um novo programa ano que vem seria o seu álibe. Ele tem medo de que Mion seja escolhido pelo público para ficar de vez e que a emissora considere agora essa opção.

Já André Marques se sentiu traído por ser descartado de última hora, uma vez que a Globo já havia avisado ao apresentador para se preparar para ocupar o lugar de Huck aos sábados. Ele tinha esperanças de ter um bom rendimento e também ser uma opção definitiva.

O fato é que se iniciou agora uma nova guerra nos bastidores que envolve André Marques, Leifert e Mion em relação ao destino dos sábados na emissora a partir do ano que vem. Internamente, sabe-se que Marcos Mion também pretende ficar na programação ano que vem.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.