BUSCAR
BUSCAR
Movimento
Bolsonaro nomeou mulher de Barros para cargo de R$ 27 mil após denúncia de servidor sobre Covaxin
Presidente concedeu audiência ao líder do governo na Câmara dois dias antes de reunião em que teria dito, segundo depoimento de Luis Miranda à CPI, 'isso é coisa do Ricardo Barros'
Blog Lauro Jardim, do O Globo
26/06/2021 | 13:27

Dois dias antes de Jair Bolsonaro disse “isso é coisa do” para Luis Miranda, de acordo com o relato do deputado à CPI, quando detalhou as irregularidades na negociação para a compra da vacina indiana, o presidente concedeu uma audiência ao seu líder na Câmara.

De acordo com um tuíte de Barros, do dia 18 de março, ele e Bolsonaro tinham uma “boa conversa” sobre o auxílio emergencial. A postagem foi ilustrada com uma foto de ambos no gabinete presidencial.

E, em 6 de maio, apesar de se analisar a negociação para a compra das vacinas indianas, Bolsonaro nomeou Maria Aparecida, mulher de Barros, para uma cadeira no conselho de administração de Itaipu – aliás, uma vaga disputada, uma vez que cada Conselheiro recebe R $ 27 mil mensais para comparar a reuniões que acontecem de dois em dois meses.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.