BUSCAR
BUSCAR
Revolta
Após propaganda com goleiro Bruno, canil é alvo de ataques
Esportista condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio causou indignação ao surgir como garoto-propaganda de um canil , que virou alvo da internet
R7
25/06/2020 | 10:25

O goleiro Bruno Fernandes, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio, causou indignação em internautas nesta quarta-feira (24) ao aparecer fazendo propaganda de um canil nas redes sociais. Nas publicações feitas em sua conta do Instagram, o jogador posa em meio a cães da raça American Bully e agradece o canil. A própria empresa compartilhou diversas fotos de Bruno no lugar.

Vários internautas, e famosos questionaram a propaganda e mostraram indignação. Entre eles, Glória Perez e Luisa Mel. Após a publicação da propaganda, o canil passou a ser alvo de ataques nas redes sociais e acabou ‘suspendendo’ a campanha com o goleiro e deixando as redes sociais ‘fechadas’.

Atualmente cumprindo pena no regime semiaberto, Bruno mora em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, com a esposa Ingrid Calheiros.

“Tive o grande prazer de conhecer um canil incrível da raça do meu filho Booba. American Bully..”, escreveu na postagem, agradecendo ainda ao estabelecimento “pela receptividade”.

Bruno também parabenizou o canil “pelos lindos animais” que estão no local. Por fim, disse que o encontro foi “muito produtivo”.

A Justiça de Minas Gerais autorizou o goleiro a se mudar para Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, no final de março. A defesa de Bruno tinha feito o pedido à Vara de Execuções Penais da cidade mineira de Varginhas, onde ele continuava a cumprir a pena pelo crime em regime domiliciar.

Bruno está solto desde o ano passado, após ganhar o direito de cumprir o restante da pela morte de Eliza, em 2010, no regime semiaberto. Atualmente ele vive com sua mulher, Ingrid Calheiros.

Ao permitir que fosse para o Rio, o juiz Tarcísio Moreira de Souza determinou que ele cumprisse algumas condições, como comprovar que estava trabalhando. Morando em Arraial do Cabo, Bruno terá que continuar cumprindo as condições impostas, mas é a Vara de Execuções Penais do Rio que ficará responsável pelo processo de cumprimento da pena pelo goleiro.

Bruno foi condenado a uma pena de 20 anos e 9 meses pela morte de Eliza e pelo sequestro e cárcere privado de Bruninho, filho dos dois. 

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.