BUSCAR
BUSCAR
Descanso
2022 terá poucos feriados prolongados; veja calendário
Apenas três datas poderão ser emendadas, além do Carnaval e de Corpus Christi
IG
21/12/2021 | 13:01

Mal acabou 2021, e os brasileiros já estão pensando em quando poderão tirar uma folguinha em 2022. Mas, se for depender de feriados prolongados, o descanso será pouco. Apenas três datas possibilitarão as chamadas “emendas” para boa parte das pessoas: Paixão de Cristo, Tiradentes e Proclamação da República.

Vale lembrar que Carnaval e Corpus Christi não são feriados nacionais. Ao contrário do que muita gente pensa, ambos são pontos facultativos, cabendo às empresas decidir se darão folga para os seus funcionários ou não. O governo ainda não publicou o calendário oficial que define esses e outros pontos facultativos do ano que vem.

Ainda assim, quem gozar dessas datas terá direito a mais dois feriadões: 26 de fevereiro a 1º de março (Carnaval), e de 16 a 19 de junho (Corpus Christi).

Além destes, os brasileiros também poderão desfrutar de outros feriados estaduais ou municipais, como o do Dia da Consciência Negra (20 de novembro).

Confira os principais “feriados” de 2022:

  • Confraternização Universal: 1º de janeiro (sábado);
  • Carnaval: 1º de março (terça-feira);
  • Paixão de Cristo: 15 de abril (sexta-feira);
  • Tiradentes: 21 de abril (quinta-feira);
  • Dia do Trabalho: 1º de maio (domingo);
  • Corpus Christi: 16 de junho (quinta-feira);
  • Independência do Brasil: 7 de setembro (quarta-feira);
  • Nossa Senhora Aparecida: 12 de outubro (quarta-feira);
  • Finados: 2 de novembro (quarta-feira);
  • Proclamação da República: 15 de novembro (terça-feira);
  • Natal: 25 de dezembro (domingo).
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.