Opinião
Bolsonaro reconhece “seriedade” do coronavírus e pede para não haver pânico
Em uma série de postagens publicadas no começo da noite de hoje (21), o governante disse que é seu dever impedir que o pânico tome conta do país
Por UOL - Publicado em 21/03/2020 às 23:32
Andre Coelho/Getty Images
O presidente Jair Bolsonaro em coletiva sobre o novo coronavírus na última semana
Publicidade
O presidente Jair Bolsonaro usou sua conta no Twitter para se manifestar novamente sobre a crise do coronavírus. Em uma série de postagens publicadas no começo da noite deste sábado (21), o governante disse reconhecer a "seriedade" do momento vivido pelo Brasil, o temor da população, mas disse que é seu "dever impedir que o pânico tome conta do país".

Bolsonaro também mandou uma mensagem aos familiares das vítimas e disse que não usaria o momento "para fazer demagogia".

"É com este objetivo, de mostrar que superaremos este obstáculo, que tenho tratado a questão com coragem e tranquilidade", afirmou o presidente, que disse que as perdas causadas pela covid-19 "também são nossas, afinal, somos todos uma grande família".

No final da sequência de posts, Bolsonaro pediu à população que siga que as recomendações de saúde "com muita serenidade", e concluiu dizendo ter "certeza de que venceremos essa batalha brevemente".

Ontem (20), porém, o presidente tinha chamado a Covid-19 de "gripezinha" ao responder a uma pergunta sobre um possível novo teste para saber se ele possui o coronavírus em seu organismo.

Publicidade
Publicidade