BUSCAR
BUSCAR
Cachê
Preta Gil cobra R$ 50 mil para ser coroada rainha na Parada Gay
Produtores afirmam que a presença no evento pode prejudicar a agenda da cantora se não for cobrado o cachê
Por Redação
29/06/2017 | 18:23

Preta Gil, desde que começou a carreira de cantora, foi abraçada pelo público gay. Mas os organizadores da segunda Parada da Diversidade, programada para o dia 10 de setembro na Vila da Penha, na Zona Norte do Rio, andam na bronca com a filha de Gilberto Gil.

Eles sonhavam em tê-la como rainha do evento, mas o cachê cobrado de R$ 50 mil fez com que eles parassem de sonhar. O convite foi feito de maneira informal, ainda no ano passado, quando Preta organizou um bazar. Mais recentemente, ao entrarem em contato com o escritório da cantora, veio a surpresa.

“Explicamos que ela só precisaria vir, ficar pouco tempo, dizer algumas palavras. Daríamos toda a estrutura para que Preta fosse coroada. Não seria um show. Quem participa da parada não recebe nada. Vem pela causa mesmo que está sendo defendida”, dizem os organizadores do evento: “Quando estivemos pessoalmente com Preta, ela tinha adorado a ideia”.

A coluna entrou em contato com os representantes de Preta. “Estamos fechando um show para o mesmo dia. Não dá para dispensar um com cachê por causa de outro sem receber nada”, explicaram. Essa justificativa, no entanto, não foi dada aos organizadores da Parada, que ofereceram até outras duas datas para contar com a presença da cantora. Na agenda no site oficial de Preta Gil, a data ainda está em aberto.

 

 

Fonte: iBahia

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.