BUSCAR
BUSCAR
Batalha
Giba do vôlei deve meses de pensão dos filhos, desabafa ex-esposa
Cristina Pirv briga na justiça para que o ex-marido divida o sustento dos filhos. Ele alega que não tem fonte de renda
Da Redação
28/02/2018 | 20:30

A ex-atleta romena Cristina Pirv, 34 anos, enfrenta uma batalha judicial para conseguir que o ex-jogador de vôlei Giba pague a pensão alimentícia dos dois filhos. Segundo ela, a dívida está em mais de 82 mil reais.

No último dia 9, ele chegou a ser condenado a 60 dias de prisão, mas, uma semana depois, conseguiu uma liminar e não chegou a cumprir o período.

“Tudo isso não é pouco machismo não, é muito. Deixei minha carreira lá atrás para cuidar da família. Pensava que nossa família ia para frente, que a carreira dele era brilhante. As pessoas falavam para eu escrever um livro, dar palestra, cuidar da minha vida, mas eu estava feliz. Ele fez o que fez pelo vôlei, mas eu participei disso, ajudei ele a se tornar o que ele é. Quando eu casei com ele, ele não era isso e eu já tinha minha história. Me dói falarem: ‘Vai trabalhar’, falarem que ele me mantém. Me dói porque saí de um país comunista, com 14 anos, para realizar um sonho. Vivo num mundo que não é o meu, é o dele”, disse ela em entrevista exclusiva ao UOL.

O casamento terminou em 2011 quando Pirv foi visitá-lo durante uma viagem e flagrou o ex-marido com outra mulher em Buenos Aires, na Argentina. No processo de separação, ele ofereceu 10 mil mensais como pensão. Ela aceitou, mas conta que o acordo não vingou. O único momento em que Giba arcou corretamente com os custos foi durante o período que foi contratado da Rede Globo e, por isso, os advogados conseguiram que o desconto fosse feito diretamente da folha de pagamento.

À justiça, ele afirma que não tem carteira assinada e que não tem renda. Pirv, que também foi empresária do esportista, afirma que ele tem fontes de remuneração, como o custo de sua presença em eventos, o retorno de licenciados e os patrocinadores.

“Você acha que quero o pai dos meus filhos preso? Lógico que não é isso que eu quero, mas não tenho outra escolha. Todas as vezes que eu ligava, e liguei várias vezes, é sempre a mesma desculpa”, argumentou.

 

 

Fonte: Cláudia

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.