BUSCAR
BUSCAR
Crise
Empresa aérea tem prejuízo líquido de R$ 2,9 bi no 2º tri com impacto total da Covid
Desconsiderando ajustes cambiais, a Azul reportou um prejuízo líquido ajustado de R$ 1,49 bilhão no segundo trimestre de 2020.
Agência Estado
13/08/2020 | 09:57

Atingida em cheio pela pandemia do coronavírus, a companhia aérea Azul reportou um prejuízo líquido de R$ 2,9 bilhões no segundo trimestre de 2020, contra um lucro líquido de R$ 351,6 milhões em igual trimestre de 2019. Desconsiderando ajustes cambiais, a empresa reportou um prejuízo líquido ajustado de R$ 1,49 bilhão no segundo trimestre de 2020, ante lucro líquido ajustado de R$ 110,1 milhões um ano antes.

O Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou negativo em R$ 324,3 milhões, contra um valor positivo de R$ 733,2 milhões um ano antes. A empresa registrou uma receita líquida R$ 401,6 milhões no trimestre, redução de 84,7% na comparação anual, devido ao impacto da pandemia da covid-19 na demanda de passageiros.

Cargas e outras receitas reduziram 8,5%, totalizando R$119,1 milhões, “relacionado principalmente com a queda de 0,8% na receita de cargas comparado com o 2T19, apesar da redução de capacidade de 83%, e a diminuição de receitas da Azul Viagens, nossa operadora de turismo”, explicou o grupo, em nota.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.