BUSCAR
BUSCAR
Moeda americana
Alívio no mercado externo faz dólar cair para R$ 5,72
Bolsa sobe 4,69% e fecha no maior nível em 20 dias
Agência Brasil
18/05/2020 | 19:18

O alívio no mercado externo após o anúncio de uma pesquisa com resultados promissores para o novo coronavírus, causador da Covid-19, animou o mercado financeiro. O dólar caiu para a menor cotação em 12 dias, e a bolsa de valores fechou no nível mais alto em 20 dias.

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (18) vendido a R$ 5,72, com recuo de R$ 0,119 (-2,03%). A moeda abriu próxima de R$ 5,80, mas caiu ainda durante a manhã após a divulgação da pesquisa sobre uma vacina para o coronavírus. A cotação fechou no menor nível desde 6 de maio (R$ 5,704).

O Banco Central (BC) interveio pouco no mercado. A autoridade monetária ofertou até US$ 620 milhões para rolar (renovar) contratos de swap cambial – venda de dólares no mercado futuro – que venceriam em julho. A moeda norte-americana acumula alta de 42,55% em 2020.

O euro comercial fechou o dia vendido a R$ 6,258, com recuo de 1,95%. A libra comercial caiu 1,54% e terminou a sessão vendida a R$ 6,979. Essa foi a primeira vez, desde 5 de maio, que a moeda britânica fechou abaixo de R$ 7.

Bolsa de valores

No mercado de ações, o dia foi marcado pela euforia. O índice Ibovespa, da B3 (bolsa de valores brasileira), fechou o dia aos 81.194 pontos, com alta de 4,69%. O indicador está no nível mais alto desde 29 de abril.

O Ibovespa seguiu o mercado externo. O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, fechou o dia com alta de 3,85%. Além dos avanços nas pesquisas da vacina contra o coronavírus, o mercado financeiro global refletiu o relaxamento das restrições sociais em diversos países da Europa, como a Itália, que reabriu o comércio hoje (18), e a aprovação de um novo pacote de estímulos pelos deputados norte-americanos.

O alívio no mercado externo compensou dados negativos na economia brasileira. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas preveem queda de 5,12% na economia brasileira neste ano.

Petróleo

A cotação do petróleo, que esteve em crise nos últimos meses, também reagiu ao alívio no mercado externo. O barril do tipo Brent, que serve de referência para o mercado internacional e para a Petrobras, era vendido a US$ 35,65 por volta das 18h, com alta de 9,69%. Nos últimos dias, a cotação estava em torno de US$ 30.

O desempenho do barril de petróleo refletiu-se nas ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) fechou a segunda-feira com alta de 9,72%. Os papéis preferenciais (com proridade na distribuição de dividendos) encerraram o dia com valorização de 8,1%.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.