Publicidade
Pandemia
Possível morte por coronavírus é investigada em Parnamirim, no RN
Mulher de 47 anos sentiu sintomas fortes na terça-feira (17) e morreu na manhã desta quinta (19)
Por Nathallya Macedo - Publicado em 19/03/2020 às 16:16
Divulgação
Atendimento foi feito na UPA Nova Esperança
A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) e a Secretaria de Saúde de Parnamirim (Sesad) estão investigando a morte de uma mulher de 47 anos, que morreu na manhã desta quinta-feira (19) na UPA Nova Esperança, localizada na cidade da Grande Natal. A mulher pode ter contraído o coronavírus antes de morrer.

Em nota, a Sesad afirmou que está seguindo os protocolos de identificação. Os resultados serão divulgados assim que concluídos. A governadora do estado, Fátima Bezerra, se pronunciou no Twitter sobre o caso.

O filho da vítima contou que a mãe começou a ter sintomas fortes na última terça-feira (17): tosse seca, febre e dificuldade de respirar. No mesmo dia, ela foi atendida em um consultório particular e o médico suspeitou de coronavírus. "O doutor achou que poderia ser Covid-19 ou pneumonia", disse o jovem ao Agora RN.

Ela foi então encaminhada para a UPA Nova Esperança, em Parnamirim, ainda na terça. Ficou sob observação até a noite, quando foi liberada para ir para casa. "O médico da UPA até queria fazer os testes do novo vírus, mas a recomendação que recebeu é de não fazer exames em pessoas que não tiveram contato com estrangeiros. E minha mãe não teve esse contato direto", relatou.

Já nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (19), em casa, a mulher começou a passar mal com falta de ar. O SAMU foi acionado, mas a vítima não resistiu e morreu na UPA. "A causa da morte, inicialmente, não foi detectada. Agora me informaram que irão fazer os exames para saber se ela estava com coronavírus ou não", disse. O jovem também afirmou que a mãe não tinha conhecimento de doenças crônicas.

Até agora, o Rio Grande do Norte tem apenas um caso de coronavírus confirmado e 108 suspeitos.

A Secretaria Municipal de Saúde de Parnamirim (SESAD), juntamente com uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde (SESAP), estão realizando neste momento os protocolos de identificação a respeito de óbito ocorrido na manhã desta quinta (19) na cidade de Parnamirim, a fim de determinar a sua causa. Tão logo os resultados sejam concluídos, serão divulgados. Todos os procedimentos de classificação de risco e de atendimento foram devidamente cumpridos neste caso. Todos os profissionais de saúde de Parnamirim e do RN estão fazendo o seu melhor, para contribuir na superação deste momento de crise epidêmica mundial.

- Sesad

Nota da Secretaria de Saúde de Parnamirim

A Secretaria de Saúde de Parnamirim (Sesad) informou através de nota que a causa da morte da mulher pode ter sido "insuficiência respiratória aguda por complicação parapneumônica/sepsis (infecção generalizada), o que não impede uma contaminação posterior pelo vírus". A nota foi divulgada na noite desta quinta.

O texto informa que "conforme prontuários de atendimento e diálogo com plantonistas que atenderam a paciente, temos que a mesma não se enquadrava em quadro compatível ou epidemiológico para Covid-19 e sim com diagnóstico de insuficiência respiratória aguda por complicação por infecção generalizada, o que não impede uma contaminação posterior pelo vírus".

Diz ainda que o corpo foi "encaminhado ao SVO (Serviço de Verificação de Óbito) para confirmação da causa mortis". A nota conclui: "à nível de esclarecimento, nos casos de suspeita de Covid-19 com sintomas leves, o paciente é colocado em isolamento domiciliar por 14 dias e a epidemiologia é acionada para a coleta/teste ser realizada no âmbito residencial e, nos casos graves, o paciente é referenciado para o hospital de referência Giselda Trigueiro e lá é coletado o material para realização do teste. O resultado do teste sai em 7 - 10 dias (realizado em Belém/Pará) e não influenciaria o prognóstico, uma vez que o tratamento instituído é o sintomático do quadro apresentado e o mesmo foi instituído corretamente".

Em Natal, quantidade de passageiros de ônibus cai 30% e CBTU reduz viagens de trens
Rio confirma segunda morte por coronavírus no estado; total no País chega a 6
Bispos do RN suspendem missas com a participação do povo
Publicidade
Publicidade