BUSCAR
BUSCAR
Preocupação
EUA enviam 23 aviões à China e acendem alerta de desabastecimento para hospitais do Brasil
Capitalismo selvagem vai se impor, diz diretor da Fiocruz
Folha de São Paulo
01/04/2020 | 09:48

De acordo com o médico Carlos Morel, ex-presidente da Fiocruz, que atualmente negocia com empresas do país asiático a importação de insumos para a fundação, companhias chinesas já começaram a avisar que muitos equipamentos, como leitos hospitalares, só poderão ser entregues em junho.

Especialistas brasileiros acenderam o sinal de alerta para um eventual desabastecimento de medicamentos no Brasil, pois a China venderá para os Estados Unidos toneladas de equipamentos e produtos hospitalares. Os norte-americanos estão enviando 23 aviões ao país asiático para comprar os produtos. A informação é da coluna de Mônica Bergamo.

De acordo com dados oficiais, os EUA têm o maior número de confirmações de coronavírus no mundo – são 188 mil, com 4 mil mortes. A China está em quarto lugar (81 mil casos e 3,3 mil mortes). O Brasil está em 17°, com 5,8 mil casos e 202 mortes.

“A notícia mostra que vamos ter sérios problemas de abastecimento”, diz o médico Carlos Morel, ex-presidente da Fiocruz, que atualmente negocia com empresas do país asiático a importação de insumos para a fundação, vinculada ao Ministério da Saúde, e outros para órgãos do país. “O capitalismo selvagem vai se impor. Cada país vai querer se proteger”, continua.

Segundo o ex-presidente da entidade, “a pressão sobre as empresas chinesas está no nível máximo” e os preços dos insumos médicos estão aumentando freneticamente. “Sobem de um dia para o outro”.

Morel afirma que as companhias chinesas já começaram a avisar que muitos equipamentos, como leitos hospitalares, só poderão ser entregues em junho.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.