BUSCAR
BUSCAR
Acidente
Vídeo: Jovem se confunde com comando de instrutor, pula de bungee jumping antes da hora e morre
Mulher pulou de altura de 50 metros e despencou no chão. Caso aconteceu na Colômbia
Famosidades
21/07/2021 | 18:49

A advogada Yecenia Morales morreu ao saltar de bungee jumping, no último domingo, 17, na Colômbia. Segundo o jornal “El Tiempo”, ela teria confundido um comando dos instrutores e pulou antes de ter o equipamento de segurança totalmente instalado.

Ainda de acordo com o periódico local, a moça estava com o namorado, que também iria praticar o salto. Segundo o jornal, a ordem para pular teria sido para o rapaz, que já tinha todos os aparatos de segurança instalados para realizar o pulo. Segundo o veículo de comunicação cogita que Yecenia tenha pensado que a ordem era para ela.

E foi aí que o incidente pode ter acontecido. A moça pulou de uma altura de quase 50 metros e despencou no chão.

“Ela se confundiu. A ordem era para que seu namorado se lançasse, pois já estava com o equipamento de segurança correto. Eles [instrutores] haviam apenas colocado o arreio nela, mas ela confundiu a ordem e se precipitou”, revelou Gustavo Guzmán, prefeito de Fredonia – cidade colombiana onde a tragédia aconteceu.

O momento, inclusive, foi registrado por uma das pessoas que se encontrava no local para assistir às atividades radicais. Durante o vídeo é possível ouvir uma voz afirmando que a jovem tinha morrido.

O Corpo de Bombeiros local foi chamado para tentar socorrer a vítima que foi encontrada sem vida. Entretanto, o laudo médico apontou que a causa da morte não foi a queda e, sim, uma parada cardíaca.

Assista ao momento do salto:

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.