BUSCAR
BUSCAR
Vazou
Vereador tem áudio íntimo vazado durante sessão da Câmara: “Tô cremosinho”
Charles Charlão entrou em ligação com a esposa e deixou o microfone aberto
IG
16/07/2021 | 20:40

O vereador Charles Charlão (PP) deixou um áudio íntimo com a esposa vazar durante a 9ª sessão da Câmara de Uberlândia (MG) nessa quinta-feira, 15. Charlão participava da reunião de maneira remota quando a gafe foi cometida. As informações foram apuradas pelo jornal O Estado de Minas .

Na ocasião, o vereador Thiarles Santos (PSL) estava com a palavra e foi interrompido por Charlão, que atendeu uma ligação e deixou o microfone do computador aberto acidentalmente. “Oi, amorzinho, eu tô… Eu tô cremosinho…”, disse ele na chamada.

Em seguida, o vereador foi alertado da situação pela mesa diretora, mas não percebeu e continuou. “Amorzinho, tô cremosinho”, interrompendo a fala do Thiarles Santos mais uma vez.

O legislador, então, reclamou e pediu que a presidência da Casa intervisse e desse um pedido de advertência pelo ocorrido. “Olha o que a gente tá ouvindo aqui, presidente”, disse Santos, que também pediu uma punição.

O acidente foi motivo de reclamação de outros vereadores. “(Isso) não é coisa que se fala durante a sessão”, afirmou Dandara Tonatzin (PT). O vereador presidente Sérgio do Bom Preço (PP) concordou com a petista e avisou sobre o áudio mais uma vez. Desta vez, Charlão entendeu a situação e disse que estava em uma ligação.

Depois, o vereador informou que “cremosinho” é o apelido que a esposa usa para se referir a ele. “Carinhosamente, nos chamamos de cremosinhos (…). Peço desculpas pelo ocorrido, mas às vezes me perco nessas questões de tecnologia e cometo erros”, acrescentou Charlão.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.