BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Vereador chama Toffoli de “vagabundo” e “marginal” e tenta barrar título de Cidadão Natalense para ministro do STF
Cícero Martins protestou contra projeto de decreto legislativo que está em discussão na Câmara Municipal que concede o título de Cidadão Natalense ao ministro Dias Toffoli
Redação
03/09/2020 | 18:22

O vereador de Natal Cícero Martins (Progressistas) protestou nesta quinta-feira 3 contra um projeto de decreto legislativo que está em discussão na Câmara Municipal que concede o título de Cidadão Natalense ao ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em discurso inflamado na tribuna da Casa, o parlamentar disse que o ministro da Suprema Corte é “vagabundo”, “marginal” e “fuleira”, além de não ter formação acadêmica condizente com o cargo que ocupa.

A proposta de dar o título de Cidadão Natalense ao presidente do STF é do vereador Fernando Lucena (PT). O projeto foi discutido pela Câmara Municipal nesta quinta e deve ir à votação na próxima terça-feira 8.

Segundo Cícero Martins, o currículo de Dias Toffoli é questionável. O parlamentar zombou do fato de o hoje presidente do STF ter sido no passado consultor jurídico da Central Única dos Trabalhadores (CUT), assessor do PT, advogado da campanha presidencial de Lula em 2002 e, posteriormente, advogado-geral da União na gestão do ex-presidente da República.

O vereador lembrou, ainda, em tom de deboche, que Toffoli tentou passar em dois concursos para juiz de primeiro grau na Justiça de São Paulo, nos anos 1990, mas que foi reprovado.

Cícero Martins afirmou que o atual presidente do STF só chegou à Suprema Corte pelo relacionamento com Lula, não por notório saber jurídico – que é exigido dos integrantes da Suprema Corte.

“Não tem mestrado. Não vou dizer nem doutorado, que é querer demais. Não tem uma revista de pornografia escrita, quanto mais um livro. Vai gostar de gente ruim no inferno, Lucena. Estou doido que venha me processar. Esse fuleira de Dias Toffoli…”, afirmou Cícero.

O parlamentar destacou também que Toffoli foi citado pelo empresário Marcelo Odebrecht, em sua delação na Lava Jato, como “amigo do amigo do meu pai” – uma referência a Lula e a Emílio Odebrecht. “Um vagabundo que (Lucena) está querendo colocar como cidadão natalense”, ressaltou Cícero.

Cícero Martins também disse que Toffoli é, assim como outro ministro do STF – Alexandre de Moraes –, “marginal”. “Ele mandou, através daquele outro marginal, Alexandre de Moraes, calar a boca da imprensa. Cadê os jornalistas?”, disse o vereador, lembrando do episódio de censura à revista Crusoé, quando justamente da divulgação da reportagem sobre o “amigo do amigo do meu pai”.

O parlamentar do Progressistas disse também que vai expor os vereadores que eventualmente votarem para conceder o título de Cidadão Natalense a Toffoli. “Eu vou botar a foto de cada um que votou. Esse cara, se for aceito como Cidadão Natalense, o pau vai comer dentro de Natal”, finalizou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.