BUSCAR
BUSCAR
Novato
Vereador cadeirante critica falta de acessibilidade na CMN: “Vergonha”
Tércio Tinôco, que preside a Sociedade Amigos do Deficiente Físico (Sadef) desde 2016, e que resolveu entrar na política justamente para atuar em favor das pessoas com deficiência, afirma que o exemplo vem de casa. Em nota, Câmara Municipal afirmou que dispõe de rampas e elevador, mas que está aberta para fazer as adequações necessárias
Redação
18/11/2020 | 08:31

Integrante da nova safra de vereadores eleitos para a Câmara Municipal de Natal no último domingo 15, Tércio Tinôco (Progressistas), que obteve 3.101 votos para ocupar uma das 29 vagas da Casa, já promete guerra contra a acessibilidade precária na sede do Legislativo, que fica em um prédio na esquina da Rua Jundiaí com a Avenida Campos Sales, no Tirol.

“Ou a Câmara muda de endereço, faz as obras necessárias ou fecha”, decretou ele nesta terça-feira 17 ao Agora RN. “Por lei federal, é uma questão de improbidade administrativa”, afirmou.

O vereador eleito lembra que, dois meses antes da eleição, para participar de uma reunião na Câmara, teve de entrar pelo estacionamento. Para ter acesso ao prédio, ele precisou ser carregado por quatro homens para vencer degraus e ter acesso ao prédio.

“A rampa, que é limitada, é impossível de ser subida por um cadeirante sem ajuda. E, no meu caso, se eu precisar acessar as dependências da TV Câmara, onde há uma escadinha estreita que leva ao local, dois precisarão me levar”, indigna-se o vereador eleito.

Tércio, de 33 anos, que preside a Sociedade Amigos do Deficiente Físico (Sadef) desde 2016, e que resolveu entrar na política justamente para atuar em favor das pessoas com deficiência, afirma que o exemplo deve vir de casa.

“Seja cego ou cadeirante, a acessibilidade da Câmara é uma tragédia sob todos os aspectos”, exaspera-se o futuro vereador cadeirante, que se orgulha de ter feito toda a sua campanha sobre uma cadeira de rodas.

“De todas as quatro regiões de Natal que visitei, só vi alguma acessibilidade em pouquíssimos lugares, já que a regra na cidade é tratar mal seus deficientes físicos”, afirma.

Ele diz que, durante a campanha, precisou andar com sua cadeira pela rua, já que pela calçada isso seria impossível. “Isso começa a terminar no ano que vem, quando eu assumir”.

Essa agenda de Tércio Tinôco também se estenderá ao público idoso, que sofre com a falta de acessibilidade em toda Natal.

“É uma questão tanto privada quanto pública, regulada por legislação e que precisa ser observada e obedecida”, acrescenta.

Boa parte dos votos do futuro vereador veio de eleitores com alguma deficiência física e que, segundo ele, são por volta de 28% da população.
Tetraplégico desde os 18 anos, depois de bater com a cabeça no fundo de uma piscina, Tércio diz que a agenda abraçada por ele é quase um marco civilizatório para qualquer cidade que se preze.

O que diz a Câmara

Procurada pelo Agora RN para comentar sobre os problemas relatados pelo vereador eleito, a Câmara Municipal de Natal enviou a seguinte resposta:
“O prédio onde está localizada a Câmara Municipal de Natal respeita as regras de acessibilidade, sendo dotado de rampas, elevador, além de uma plataforma especial para cadeirantes, que dá acesso ao plenário da Casa e às dependências do primeiro andar”.

A administração do Legislativo natalense acrescenta:

“A Câmara de Natal busca seguir as recomendações do Ministério Público, participando de reuniões para tratar das especificidades e possíveis adequações que vierem a ser necessárias”.

Técio Tinôco lembra que a Câmara Municipal não é o único caso de descaso para com os deficientes físicos.

“A Prefeitura do Natal também é uma vergonha nesse quesito”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.