BUSCAR
BUSCAR
Como funciona
Trocar de canal interfere na audiência da TV? Veja como é medida a audiência na sua casa
Entenda com a audiência da TV é calculada e desvende algumas incógnitas
TV Foco
22/04/2021 | 19:08

O Ibope, órgão que calcula a audiência dos programas da TV brasileira, é responsável por acompanhar o rendimento de dez capitais. Entretanto, São Paulo e Rio de Janeiro são as mais observadas de todas no que refere-se o quesito popularidade. Mas a pergunta que fica é: como é medida a audiência dos canais?

Primeiramente, o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) faz um sorteio das residências que irão participar, realizando uma triagem a partir do percentual na população daquela cidade. Após isso, o órgão fala com os moradores e instala um medidor nas televisões, chamado peoplemeter.

De acordo com a identificação da emissora que está sendo transmitida, o medidor manda um sinal de rádio-frequência até a central, onde os dados são organizados e enviados aos assinantes do Instituto.

É importante frisar também que cada ponto de audiência equivale a 1% das pessoas que foram entrevistadas na região. Ou seja, caso um programa consiga alcançar 35 pontos, quer dizer que 35% dos telespectadores captados pelo Ibope estavam acompanhando a atração.

Já o share, que também calcula o rendimento dos canais, funciona de uma maneira um pouco diferente, e representa em porcentagem, a participação de determinado programa ou emissora no total de televisores ligados em determinada faixa horária.

Nesse caso, se 50% das moradias que possuem o peoplemeter estejam assistindo TV e uma atração esteja marcando 30 pontos, isso representa um share de 60%.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.