BUSCAR
BUSCAR
Crime
Surfista é morto com tiro no peito após discussão no litoral
Homem batia boca com dois supostos policiais civis. Um deles foi o responsável pelo disparo
Metrópoles
08/06/2021 | 10:01

Um surfista de 32 anos levou um tiro no peito e morreu, após uma confusão no fim de semana no Guarujá, litoral de São Paulo. Maycon Almeida de Azevedo foi abordado por duas pessoas que diziam ser policiais civis. Eles estavam armados e com distintivos. A dupla tentou deter o surfista que não acreditou que eles eram policiais e resistiu.

Com isso, se iniciou a confusão que culminou no tiro disparado por um dos supostos agentes de segurança.

Uma testemunha relatou ao G1 que Maycon estava surfando com os amigos e foi comer em uma lanchonete, quando uma pessoa pegou no braço dele dizendo “Já era, perdeu”. A situação aconteceu na Alameda Marechal Floriano Peixoto, no centro da cidade.

O surfista foi algemado, e os amigos dele também discutiram com os policiais. As imagens do momento da briga circulam nas redes sociais. A Polícia Militar de São Paulo foi acionada, mas, no local, os amigos do surfista o haviam levado ao Hospital Casa Saúde, onde ele não resistiu ao ferimento e morreu.

No domingo 6, familiares e amigos da vítima fizeram um protesto no local onde o homicídio aconteceu.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o caso foi registrado como homicídio simples na Delegacia Sede de Guarujá, que investiga os fatos. O órgão ainda afirma que foi solicitada perícia para o local. A SSP não respondeu se os envolvidos no caso eram mesmo policiais civis.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.