BUSCAR
BUSCAR
Impasse
PSG espera que Neymar abdique da seleção, mas vê jogador resistir ao corte
Em tratamento, Neymar tem acompanhamento médico por parte da Confederação Brasileira de Futebol e faz constantes exames no local para monitorar a evolução
Uol Esporte
06/11/2020 | 15:31

O Paris Saint-Germain mantém a esperança em ver Neymar ser cortado da seleção brasileira. O camisa 10 tem lesão na coxa esquerda, mas não abre mão de atuar pelo Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo do Qatar-2022.

Em tratamento, Neymar tem acompanhamento médico por parte da Confederação Brasileira de Futebol e faz constantes exames no local para monitorar a evolução. A CBF cogita o corte, mas prefere esperar pela reabilitação.

No PSG, a desconvocação de Neymar passou a ser ainda mais importante depois da derrota para o Leipzig por 2 a 1, na Alemanha, pela Liga dos Campeões. A presença do camisa 10 é aguardada para a partida de volta contra o time alemão, em 24 de novembro.

A comissão técnica do PSG já posicionou Neymar de que não quer vê-lo em campo nos jogos da seleção brasileira contra a Venezuela e Uruguai, em 13 e 17 de novembro, respectivamente. O clube francês, no entanto, não vai proibi-lo de atuar pelo Brasil caso os exames na coxa esquerda apontem para uma reabilitação.

“Honestamente, eu acho que não é possível ele jogar [com a seleção]. Se ele jogar, quer dizer que ele não tem lesão. Mas é uma mensagem ruim porque ele está machucado. A informação que eu tenho é que ele volta depois da pausa”, disse o treinador do PSG, o alemão Thomas Tuchel.

A visão do PSG é de que Neymar sofreu com problemas físicos quando voltou da recente passagem pela seleção, nas vitórias contra Bolívia (5 a 0) e Peru (4 a 2). Dias depois, ele teve atuação ruim na derrota do time francês para o Manchester United por 2 a 1, no Parque dos Príncipes, pela estreia na Liga dos Campeões da temporada 2020/21.

Caso não seja cortado, a viagem de Neymar ao Brasil deve acontecer no domingo (8). Até lá, o clube francês espera ver o atacante brasileiro priorizar a disputa da Liga dos Campeões e repensar a presença em campo pela seleção.

Assim, o camisa 10 estaria repousado e sem risco de uma nova lesão. O jogador, no entanto, sente-se capaz de voltar a jogar pela seleção e encarar o Leipzig seis dias depois, sem sequelas físicas.

A situação de Neymar passou a ser vivida por Kylian Mbappé. O atacante francês também teve lesão na coxa e ficou fora do jogo contra o Lepizig. No entanto, ele ainda não foi cortado da seleção francesa e faz questão da presença nos jogos válidos pela Liga das Nações, contra Portugal e Suécia, nos dias 14 e 17, respectivamente.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.