BUSCAR
BUSCAR
Ação
Polícia Penal cumpre mandado de prisão em Paraú
Na residência, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com sete munições intactas. A arma, segundo informações do Sistema Nacional de Armas (Sinarm), está registrada em nome de um policial de Pernambuco
Redação
04/11/2020 | 11:01

Policiais penais da Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP), com apoio do Grupo Tático Operacional da Polícia Militar (GTO) prenderam na tarde desta terça-feira, dia 3, na cidade de Paraú, Sérgio Lourenço Costa, 35 anos. Ele foi detido por força de mandado de prisão em função de condenação com prisão definitiva por homicídio. Esse foi o terceiro mandado de prisão cumprido pelos policiais penais de Mossoró nos últimos quatro dias.

O mandado de prisão foi expedido pela Vara de Execuções Penais de Mossoró, em 24 de julho deste ano, determinando recolhimento à Cadeia Pública daquele município. Policiais do Grupo de Escolta Penal de Mossoró (GEP) confirmaram o paradeiro do acusado e, com apoio da PM de Assú, montaram uma operação. Sérgio Lourenço foi detido em casa, no bairro de Flor do Campo, e diante do cerco, se entregou sem esboçar qualquer tipo de reação.

Na residência, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com sete munições intactas. A arma, segundo informações do Sistema Nacional de Armas (Sinarm), está registrada em nome de um policial de Pernambuco e será motivo de investigação.

Acusado e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas, onde foi feito procedimento pela posse da arma de fogo. Sérgio Lourenço foi submetido a exame de corpo de delito em Mossoró e, posteriormente, levado à Cadeia Pública de Mossoró onde se encontra à disposição da Justiça.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.