BUSCAR
BUSCAR
Problema Temporário
Poço inaugurado por Bolsonaro no RN está sem fornecer água por falta de bomba; Prefeitura vai instalar equipamento
Segundo a Prefeitura de Ipanguaçu, equipamento será instalado nesta segunda-feira 24. Em nota, gestão municipal explicou que bomba não foi instalada antes por recomendação dos próprios técnicos que perfuraram o poço
Redação
24/08/2020 | 17:27

O poço artesiano que foi perfurado e inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro na última sexta-feira 21 em Ipanguaçu está sem fornecer água para a comunidade Angélica por falta de uma bomba. A denúncia foi feita por uma das moradoras da localidade, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Nas imagens, a moradora diz que, após a saída do presidente, todos os equipamentos utilizados no bombeamento da água foram levados e que o poço não está servindo à população.

“Agradeço a ele (Bolsonaro) por ter vindo cavar o poço, mas não é isso que a gente quer não. Não queremos maquiagem. Queremos água. Quero saber dos gestores: cadê a bomba que foi levada e a gente não tem notícia? Foi inaugurado, mas a bomba está onde? Estamos todos sem água”, desabafa a moradora, sem se identificar.

Segundo a Prefeitura de Ipanguaçu, a bomba será instalada nesta segunda-feira 24. Em nota, a gestão municipal explicou que o equipamento não foi instalado antes por recomendação dos próprios técnicos que perfuraram o poço. Na sexta, a água foi bombeada pelos equipamentos usados na própria perfuração.

“Quando um poço é construído, ele tem que passar por algumas análises, para avaliar a pureza da água. Durante o processo de construção, são usados materiais como argila, graxa, óleo hidráulico, além do manuseio das ferramentas. Esses resíduos ficam ali por um período”, acrescentou a prefeitura.

De acordo com os técnicos responsáveis pela construção do poço, após esse processo, a distribuição de água entra na rede para uso da população. No início, a comunidade só poderá usar a água para uso doméstico e animal, só sendo indicada para o consumo humano depois de 15 a 30 dias de uso, após análise da qualidade da água. Só a partir desse período a água estará livre dos produtos usados na perfuração.

Ainda segundo a prefeitura, a instalação da bomba está sendo bancada pela gestão municipal para acelerar o processo. A gestão municipal informou que, por causa dos trâmites burocráticos, a instalação permanente pelo Ministério do Desenvolvimento Regional poderia levar até 120 dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.