BUSCAR
BUSCAR
Salário
Pagamento do 13º deve injetar R$ 2,4 bi na economia potiguar
Levantamento do Dieese aponta que o valor representa 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte. O número de pessoas que irão receber o 13º no estado foi estimado em 1,114 milhão
Redação
12/11/2020 | 09:05

Até dezembro de 2020, o pagamento do 13º salário deve injetar até R$ 2,4 bilhões na economia do Rio Grande do Norte. O levantamento foi divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo o estudo, o valor representa 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte. O montante será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos, bem como aos aposentados e beneficiários de pensão.

O número de pessoas que receberão o 13º no estado foi estimado em 1,114 milhão, o que equivalente a 1,4% do total que terá acesso ao benefício no país.

Em todo o Rio Grande do Norte, ainda segundo o Dieese, os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários representam 55,3%, já os pensionistas e aposentados equivalem a 44,7%. O emprego doméstico com carteira assinada responde por 1,3%.

Em todo o Brasil, de acordo com o Dieese, o pagamento do 13º salário tem o potencial de injetar na economia brasileira cerca de R$ 215 bilhões. Este montante representa aproximadamente 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive aos empregados domésticos; aos beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios.

Cerca de 80 milhões de brasileiros serão favorecidos com rendimento adicional, em média, de R$ 2.458.

Dos cerca de 80 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados com o pagamento1 do 13º salário, 48 milhões, ou 60% do total, são trabalhadores no mercado formal. Entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,4 milhão, equivalendo a 1,8% do conjunto de beneficiários.

Os aposentados ou pensionistas da Previdência Social (INSS) receberam 30,8 milhões, ou 38,4% do total. Além desses, aproximadamente 1 milhão de pessoas (ou 1,3% do total) são aposentados e beneficiários de pensão da União (Regime Próprio). Há ainda um grupo formado por aposentados e pensionistas dos estados e municípios (regimes próprios) que vai receber o 13º e que não pode ser quantificado.

Do montante a ser pago como 13º, aproximadamente R$ 141 bilhões, ou 65,5% do total, vão para os empregados formais, incluindo os trabalhadores domésticos. Outros 34,5% dos R$ 215,6 bilhões, ou seja, cerca de R$ 74,4 bilhões, serão pagos aos aposentados e pensionistas.

Considerando apenas os beneficiários do INSS, são 30,8 milhões de pessoas que receberam o valor de R$ 43,2 bilhões. Aos aposentados e pensionistas da União caberá o equivalente a R$ 13 bilhões (6,1%); aos aposentados e pensionistas dos estados, R$ 14 bilhões (6,5%); e R$ 4 bilhões serão destinados aos aposentados e pensionistas.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.