BUSCAR
BUSCAR
Criminalidade
Operação Ladrão: ações de criminosos evidenciam insegurança na Grande Natal
Ações criminosas aterrorizam vítimas de diferentes classes sociais, o que mostra a bandidagem agindo com facilidade, em vários pontos
Redação
08/01/2022 | 09:20

Ano novo, antigos problemas. O bairro de Petrópolis, zona Leste de Natal, voltou a ser palco da ação de bandidos, que arrombaram a loja Due Store, na madrugada desta sexta-feira 7, na avenida Afonso Pena, corredor de alguns dos estabelecimentos comerciais mais frequentados pela clientela de alto poder aquisitivo, na capital do Rio Grande do Norte. Por meio das redes sociais, a dona do empreendimento lamentou: “Hoje cheguei na loja e fui surpreendida pela falta de segurança da cidade”.

Em Morro Branco, na zona Sul de Natal, marginais fizeram um “rapa” na casa da mãe da jornalista Marília Rocha, diretora de Comunicação Institucional da Assembleia Legislativa do RN, também durante a madrugada desta sexta. Pelo Twitter (@Marilia_Rocha), a comunicadora desabafou, em várias postagens. Em duas delas, escreveu: “Nesses casos de roubos, . É a nossa privacidade. É a invasão ao que somos. Ao que construímos. Além do roubo, eles tomaram banho no meu banheiro, reviraram nossas roupas, peças íntimas, foram ousados. É muita cara de pau. Marginais.”. Na segunda: “Entramos nas estatísticas hoje da INsegurança. Entraram na casa de mainha em Morro Branco na madrugada (a sorte que ela estava comigo aqui no apto) e levaram tudo. As televisões, modem, todos os eletrônicos.pertences pessoais, algumas joias e objetos de valor inestimável”.

Em Pium, município de Parnamirim, a menos de 500 metros de onde foi lançada, na quarta 5, com todas as pompas, a Operação Verão 2022, um restaurante foi alvo de um “arrastão”, nesta quinta 6, à noite. Clientes perderam celulares, dinheiro e outros pertences. Por falta de policiamento, um ladrão agiu facilmente e foi embora, sem ser incomodado.

A parte de Natal que engloba os bairros de Tirol e Petrópolis tem sido alvo constante de ações dos marginais. Em setembro do ano passado, o jornalista Daniel Cabral, atual assessor de Comunicação do Governo do Estado, denunciou em suas redes sociais que “por pouco” não foi pego por assaltantes e reclamou: “Mas, até quando vamos escapar? Ou vou ser obrigado a viver na esteira ou ir para a rua sem celular, aliança, relógio, etc.?”, questionou. “É revoltante!”, disse ainda.

Segundo o Portal Grande Ponto, Daniel Cabral, citou e cobrou ações dos seus atuais colegas de gestão, o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, e o comandante-geral da PM, coronel Alarico Azevedo: “Esperar apenas que deixem de discurso na tentativa de amenizar o que está claro. Façam a parte de vocês”.

No segundo semestre do ano passado, a sede do Grupo AGORA RN, na avenida Hermes da Fonseca, esquina da Praça das Flores, foi arrombada três vezes, sendo duas em dias consecutivos, de onde levaram condicionadores de ar e fiação.

Na tarde de 22 de setembro de 2021, uma mulher e seu filho foram feitos reféns no Tirol. Quatro bandidos roubaram o veículo onde eles estavam e os liberaram no bairro de Felipe Camarão, zona Oeste da capital.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.