BUSCAR
BUSCAR
Consumo

OMS lança diretrizes inéditas para tratamento contra o tabagismo

Proposta é ajudar mais de 750 milhões de usuários
Agência Brasil
02/07/2024 | 15:02

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou nesta terça-feira 2um conjunto de intervenções contra o tabagismo, incluindo apoio comportamental a ser oferecido por profissionais de saúde, intervenções digitais e tratamentos farmacológicos. Esta é a primeira vez que a entidade apresenta diretrizes para o tratamento contra o tabagismo.

A proposta, segundo a OMS, é ajudar mais de 750 milhões de usuários de tabaco que desejam abandonar o consumo de diversos derivados do tabaco, incluindo os tradicionais cigarros, narguilés, produtos de tabaco sem combustão, charutos, tabaco de enrolar e produtos de tabaco aquecido (HTP).

Foto: Banco Mundial/ONU
OMS lança diretrizes inéditas para tratamento contra o tabagismo - Foto: Banco Mundial/ONU

“Essas diretrizes representam um marco crucial na nossa batalha global contra esses produtos perigosos”, avaliou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. A estimativa da entidade é que mais de 60% dos 1,25 bilhões de usuários de tabaco em todo o mundo – mais de 750 milhões de pessoas – desejam parar de fumar, mas 70% não têm acesso a serviços eficazes.

Leia também: Polícia Federal combate distribuição e venda ilegal de cigarros no RN

Recomendações

De acordo com a OMS, a combinação de farmacoterapia com intervenções comportamentais aumenta significativamente as taxas de sucesso no abandono do tabagismo. “Países são incentivados a fornecer esses tratamentos sem custos ou com custos reduzidos para melhorar a acessibilidade, especialmente em nações de baixa e média renda”.

Dentre as diretrizes, a entidade recomenda o uso de vareniclina, medicamento que tem a função de diminuir o desejo intenso de fumar, além de aliviar crises de abstinência (sintomas mentais e físicos que ocorrem após a interrupção ou diminuição do consumo da nicotina).

Outra recomendação é a terapia de reposição de nicotina (TRN), que pode ser feita, segundo critério clínico, utilizando goma de mascar de nicotina, pastilha de nicotina ou adesivo transdérmico de nicotina.

As diretrizes incluem ainda medicamentos como bupropiona ou cloridrato de bupropiona (antidepressivo) e citisina (fármaco à base de plantas) no tratamento contra o tabagismo.

A OMS também recomenda intervenções comportamentais, incluindo aconselhamento breve com profissionais de saúde, com tempo médio de 30 segundos a três minutos, oferecido como rotina em ambientes de cuidados em saúde, além de apoio comportamental mais intensivo por meio de aconselhamento individual, em grupo ou por telefone.

Dentre as intervenções digitais sugeridas pela entidade estão mensagens de texto, aplicativos para smartphone e programas de internet a serem utilizados como “complementos ou ferramentas de autogestão”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Vacina nacional contra Covid está em fase avançada, diz ministra 
Testes clínicos devem começar ainda este ano
12/07/2024 às 22:07
Mortalidade por vírus respiratório em crianças segue alta, diz Fiocruz
Em idosos, mortes estão associadas a gripe, influenza e covid
11/07/2024 às 21:27
Veja como fica lista de medicamentos ofertados pelo Farmácia Popular
Remédios incluídos são para colesterol, Parkinson, glaucoma e rinite
11/07/2024 às 14:05
Em 18 meses, Mais Médicos cresce 81% no Rio Grande do Norte
Desde a posse do presidente Lula, total saltou de 262 para 476
11/07/2024 às 08:47
Anvisa aprova projeto-piloto para bula digital de medicamentos
QR Code nas embalagens vai permitir acesso a informações adicionais
10/07/2024 às 16:10
Novos profissionais do Mais Médicos são incorporados aos municípios do RN
Programa Mais Médico organiza a APS uma vez que ainda existem diversas lacunas assistenciais em vários municípios do estado
10/07/2024 às 15:02
Em 18 meses, Mais Médicos cresce 81,6% no Rio Grande do Norte
Médicos e médicas em atividade se concentram em regiões onde há escassez ou ausência de profissionais de saúde. Novo edital vai contratar mais 3,1 mil profissionais
10/07/2024 às 14:50
Farmácia Popular passa a oferecer 95% dos medicamentos gratuitamente
Economia para usuários pode chegar a R$ 400 por ano
10/07/2024 às 14:13
Estratégia de combate ao mosquito da dengue com larvicida vira política nacional
Objetivo é reduzir população de insetos, sobretudo em grandes cidades
10/07/2024 às 07:42
Ministério implanta rede de atenção à saúde indígena no RN e mais um estado
Com a implementação de Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) e equipes multidisciplinares nas duas unidades federativas, rede de saúde indígena chega a todos os estados do Brasil
06/07/2024 às 13:19