BUSCAR
BUSCAR
Sucesso
Olimpíada: Segundo melhor das Américas, até onde o Brasil pode ir no quadro de medalhas?
País pode chegar até a 11ª posição, caso aumente seu número de medalhas de ouro
O Globo
07/08/2021 | 16:22

Após garantir 21 medalhas na Olimpíada de Tóquio e fazer desta edição a mais premiada da História, o Brasil pode alcançar também sua melhor colocação de todos os tempos no quadro de medalhas.

Se os brasileiros vencerem como duas finais que têm pela frente – no vôlei feminino e na categoria peso ao nível da caixa com Beatriz Ferreira – passarão de sete para nove ouros (um novo recorde também) e chegar à 11ª colocação no quadro de medalhas. Hoje, estão no 12º.

Na Olimpíada de Tóquio, o Brasil tem grande chance de terminar como o segundo melhor país das Américas, atrás apenas dos Estados Unidos. Canadá e Cuba, potências nos esportes olímpicos, têm seis ouros cada e estão hoje em 14º e 16º lugar respectivamente.

Até então, a melhor participação do Brasil em Jogos Olímpicos havia sido em casa, na Rio-2016, quando conquistou sete ouros, 19 medalhas no total e terminou em 13º lugar.

Mas não basta torcer pelos brasileiros, é preciso também secar os adversários. Assim como o Brasil, os países demais têm chances de ganhar medalhas até o encerramento dos Jogos.

Rebca Andrade conquista uma medalha de ouro no salto da ginástica Foto: MIKE BLAKE / REUTERS
Rebca Andrade conquista uma medalha de ouro no salto da ginástica Foto: MIKE BLAKE / REUTERS
Ana Marcela Cunha, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio Foto: Jonne Roriz / Jonne Roriz / COB
Ana Marcela Cunha, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio Foto: Jonne Roriz / Jonne Roriz / COB
Italo celebra o primeiro ouro da história do surfe Foto: YUKI IWAMURA / AFP
Italo celebra o primeiro ouro da história do surfe Foto: YUKI IWAMURA / AFP
Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o ouro na classe 49er FX da vela e são bicampeãs em Enoshima Yacht Harbor Foto: Jonne Roriz / Agência O Globo
Martine Grael e Kahena Kunze conquistam o ouro na classe 49er FX da vela e são bicampeãs em Enoshima Yacht Harbor Foto: Jonne Roriz / Agência O Globo
Rebeca celebra medalha de prata Foto: Foto: Jonne Roriz / COB / Agência O Globo
Rebeca celebra medalha de prata Foto: Foto: Jonne Roriz / COB / Agência O Globo
Pedro Barros leva prata no skate park Foto: Fotos: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Pedro Barros leva prata no skate park Foto: Fotos: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Kelvin no pódio de Tóquio Foto: TOBY MELVILLE / REUTERS
Kelvin no pódio de Tóquio Foto: TOBY MELVILLE / REUTERS
Rayssa Leal, medalhista de prata no Skate.  Foto: Wander Roberto / COB
Rayssa Leal, medalhista de prata no Skate. Foto: Wander Roberto / COB
Daniel Cargnin conquistou medalha de bronze no judô Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Divulgação / Gaspar Nóbrega / COB / Divulgação
Daniel Cargnin conquistou medalha de bronze no judô Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Divulgação / Gaspar Nóbrega / COB / Divulgação
Mayra Aguiar com medalha de bronze que ganhou na categoria até 78kg nos Jogos de Tóquio.  Foto: Júlio César Guimarães / COB
Mayra Aguiar com medalha de bronze que ganhou na categoria até 78kg nos Jogos de Tóquio. Foto: Júlio César Guimarães / COB
Bruno Fratus ganhou a medalha de bronze nos 50 metros Foto: Jonne Roriz / COB / Agência O Globo
Bruno Fratus ganhou a medalha de bronze nos 50 metros Foto: Jonne Roriz / COB / Agência O Globo
Alison dos Santos Foto: Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Alison dos Santos Foto: Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Laura Pigossi e Luisa Stefani conquistaram uma medalha de bronze em Tóquio Foto: VINCENZO PINTO / AFP
Laura Pigossi e Luisa Stefani conquistaram uma medalha de bronze em Tóquio Foto: VINCENZO PINTO / AFP
Fernando Scheffe conquistou o bronze na prova dos 200 metros livres e preferidos em dois dias 83 contatos de empresas Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA / Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Fernando Scheffe conquistou o bronze na prova dos 200 metros livres e preferidos em dois dias 83 contatos de empresas Foto: Satiro Sodré / SSPress / CBDA / Satiro Sodré / SSPress / CBDA
Thiago Braz comemorando a medalha de bronze no salto com vara na Olimpíada de Tóquio Foto: Gaspar Nóbrega / COB
Thiago Braz comemorando a medalha de bronze no salto com vara na Olimpíada de Tóquio Foto: Gaspar Nóbrega / COB
Abner Teixeira após vitória nas quartas de final em Tóquio Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Abner Teixeira após vitória nas quartas de final em Tóquio Foto: Gaspar Nóbrega / COB / Agência O Globo
Isaquias Queiroz - ouro na canoagem Foto: LUIS ACOSTA / AFP
Isaquias Queiroz – ouro na canoagem Foto: LUIS ACOSTA / AFP

Entre a posição atual e a sonhada 11ª colocação está apenas a Nova Zelândia, com sete ouros, mas seis pratas (contra quatro do Brasil). Logo atrás Hungria, Canadá, Coréia do Sul e Cuba, com seis ouros cada.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.