BUSCAR
BUSCAR
Editorial
O silêncio e a arrogância
Confira o editorial desta quinta-feira 19
Redação
19/05/2022 | 10:05

O pré-candidato ao Senado Carlos Eduardo Alves (PDT) parece que não se emenda. De volta ao debate público depois de mais de cinco anos sem exercer mandato, o ex-prefeito de Natal demonstra continuar com o mesmo estilo coronelista e autoritário que empregava quando sentava na principal cadeira do Palácio Felipe Camarão.

O ex-prefeito trata a imprensa com pouco caso ao ignorar pedidos de comentários. Esquece que sua resposta não é para o repórter, e sim para a sociedade, que tem nos veículos de comunicação sérios, como o AGORA RN, uma plataforma para mediar os principais assuntos de seu interesse.

Carlos Eduardo foi pego, durante uma análise da prestação de contas do PDT, num ato imoral. Ele, que se vangloria cotidianamente de ter uma trajetória correta na política, sem desvios éticos, usou recursos partidários (que são públicos) para contratar um serviço que, na prática e no fim das contas, beneficia ele próprio.

No caso específico, sua mulher alugou um imóvel para o PDT, em um ato considerado pelo Ministério Público e pela Justiça Eleitoral como uma violação aos princípios da moralidade e da probidade.

Desde então, repórteres deste AGORA RN insistem para que o ex-prefeito se pronuncie sobre o caso, dê sua versão e explique à sociedade como gastou uma verba pública. Carlos Eduardo ignora, se apequenando cada vez mais diante de um fato que o colocou em maus lençóis perante a opinião pública.

O ápice foi nesta quarta-feira 18, quando, ao ser procurado pelo repórter Adenilson Costa, Carlos Eduardo demonstrou toda sua arrogância, prepotência e viés autoritário ao lidar com as questões públicas.

Com ar de soberba e como se sentisse intocável, Carlos Eduardo afirmou que não se pronunciaria sobre o assunto e que o jornal poderia publicar que ele não se manifestaria. Agiu como se fosse um fato de menor importância, que seria incapaz de atingi-lo.

Age errado o ex-prefeito. Se Carlos Eduardo pretende exercer o nobre posto de senador da República, deveria aproveitar todos os espaços que são ofertados a ele. Para mostrar seu caráter, confirmar e provar se sua trajetória política realmente é limpa, encarar os assuntos como eles devem ser enfrentados, principalmente se tratando de verba pública.

Ao ignorar a opinião pública, que tem nas páginas do AGORA RN um espaço para se informar, o ex-prefeito escancara todo o seu coronelismo e perfil oligárquico, que deveria ter ficado no século 20 e não combina com o mundo moderno de hoje, em que os cidadãos dispõem de múltiplos canais para se informar e interagir com aqueles que ocupam cargos públicos.

Ainda há tempo para o ex-prefeito corrigir sua postura. Ou ele prossegue adotando esse silêncio criminoso, diante de fato grave, ou ele muda seu comportamento, se moderniza, se alinhando aos anseios do eleitor moderno e agindo com transparência com todos os atos públicos que lhe envolvem.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.