BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Nos bastidores, “informes” dão conta de uma quadrilha que planeja uma série de assaltos no RN
Confira a coluna de João Ricardo Correia desta quinta-feira 5
João Ricardo Correia
05/08/2021 | 08:16

Perigo
Nos bastidores da segurança pública há “informes” sobre quadrilhas especializadas em assaltos, que estariam se articulando para agir no Rio Grande do Norte. Prováveis alvos seriam estabelecimentos hoteleiros. O problema, revela uma veterana fonte, é a falta de estrutura para coibir os crimes. Aguardemos.

Cocaína
A Polícia Federal apreendeu, na manhã desta quarta-feira 4, 1.304 quilos de cocaína, em um jato executivo no aeroporto de Fortaleza, capital do Ceará. O passageiro espanhol e quatro turcos membros da tripulação da aeronave foram conduzidos até a PF para serem interrogados.

Cocaína 2
A apreensão decorre de investigação da PF. A droga foi flagrada em malas, em uma aeronave executiva de nacionalidade turca. O avião decolou de Ribeirão Preto, em São Paulo, e tinha como destino Bruxelas, na Bélgica.

Cocaína 3
A droga estava em 24 malas pertencentes a um passageiro espanhol. Eram 50 tabletes de droga em cada bagagem, com um total de 1.200 tabletes de cocaína. Foram apreendidos a aeronave, celulares e documentos. As investigações continuam com a análise do material.

Riqueza
As exportações da agropecuária do Brasil somaram cinco bilhões de dólares em julho. O montante é 17,7% superior ao contabilizado no mesmo mês em 2020. Os três itens do campo com maior faturamento por envio a outras nações são: soja, milho não moído e café não torrado.

Enfermagem
A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho condenou o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo ao pagamento do adicional de insalubridade, em grau máximo, a uma técnica de enfermagem que tinha contato com pacientes em isolamento. Para os magistrados, a exposição intermitente aos agentes insalubres não afasta o direito à parcela.

Enfermagem 2
Na reclamação trabalhista, a técnica, contratada após aprovação em concurso público sob o regime celetista, disse que mantinha contato com pacientes com doenças infectocontagiosas, inclusive em isolamento, e na sala de urgência da Unidade de Emergência do hospital. Por isso, sustentava ter direito ao adicional de insalubridade em grau máximo, e não médio, como era pago pelo hospital.

Reflexão
Os que pensam que enganarão muitos por tempo indeterminado estão enganados. Mais cedo ou mais tarde, a verdade prevalecerá e revelará os lobos em peles de cordeiros. É só uma questão de tempo, nada mais. Pode apostar.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.