BUSCAR
BUSCAR
Luto
Morre o jornalista João Batista Machado, o Machadinho
Jornalista era membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Estado. Ele estava na luta contra um câncer de intestino e contraiu Covid-19
Redação
26/05/2021 | 11:26

O jornalista João Batista Machado, o Machadinho, morreu em Natal.

O jornalista era membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Estado. Ele estava na luta contra um câncer de intestino e contraiu Covid-19.

Teve passagem por vários veículos do Brasil e do Estado: Tribuna do Norte, Diário de Natal, foi redator da Agência Dumbo e ainda correspondente do O Globo.

Foi assessor de imprensa de quatro governadores do Estado: Tarcisio Maia, José Agripino, por dois mandatos, Radir Pereira e Vivaldo Costa, e do prefeito José Agripino na Prefeitura de Natal.

Confira a nota de pesar do prefeito de Natal Álvaro Dias:

Com muita tristeza recebi a notícia do falecimento do jornalista João Batista Machado, o Machadinho, como era conhecido por toda a classe política do Rio Grande do Norte. Exerceu a profissão por décadas nos principais jornais do Estado e foi assessor de imprensa do governo do Estado, da Prefeitura do Natal e de outros órgãos de classe, sendo um dos mais respeitados profissionais de imprensa por todos os que com ele conviveram, independente de partido ou opção política. Além disso, perde a história do Rio Grande do Norte um dos seus mais experientes pesquisadores, o que lhe proporcionou o ingresso na Academia Norteriograndense de Letras. A Salésia, filhos, todos os familiares, colegas e amigos os meus mais sinceros sentimentos de pesar

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.