BUSCAR
BUSCAR
Perfil
Miss Simpatia
Jovem de 22 anos, Luana Fontes foi Miss Natal 2019 e é estudante de direito, mas tem na atuação o chamado e missão de vida. Ela protagoniza o curta-metragem Lemniscata, que estreia no próximo dia 20
Nathallya Macedo
17/08/2020 | 06:38

A comparação com o filme “Miss Simpatia”, estrelado por Sandra Bullock, não é coincidência. Na produção estadunidense de 2000, a protagonista participa da maior competição feminina do mundo e, no desenrolar da história, acaba mostrando que a beleza mais importante é a interior. A jovem atriz Luana Fontes, de 22 anos, entendeu o propósito e ressignifica todos os dias estereótipos acerca do assunto – com dedicação, afeto e espontaneidade.

“Decidi participar do concurso porque sabia que abriria portas para mostrar meu trabalho. Também usei o espaço para tentar mudar algumas definições antiquadas que, infelizmente, ainda perduram. Lembro que a pergunta que recebi durante a disputa foi ‘o que é beleza para você?’ e eu pensei em todas as meninas que já foram oprimidas, mas que agora conseguem passar por momentos de empoderamento e isso é excepcional para uma existência mais saudável, inclusiva e democrática”, contou em entrevista ao Agora RN. 

Depois de vencer o Miss Natal 2019, Luana teve a iniciativa de percorrer escolas da capital potiguar para levar teatro aos pequenos. “Coloquei um vestido de Cinderela e conduzi atividades lúdicas com as crianças. Elas encenavam e sempre se divertiam bastante com as brincadeiras. Foi uma experiência incrível, acredito que todos merecem ter contato com a arte desde cedo. Cultura e educação andam juntos e transformam realidades”.  

Depois de vencer o Miss Natal 2019, Luana teve a iniciativa de percorrer escolas da capital potiguar para levar teatro aos pequenos. “Coloquei um vestido de Cinderela e conduzi atividades lúdicas com as crianças. Elas encenavam e sempre se divertiam bastante com as brincadeiras. Foi uma experiência incrível, acredito que todos merecem ter contato com a arte desde cedo. Cultura e educação andam juntos e transformam realidades”.  

Paraibana de nascença, mas potiguar de coração e de vivência, a jovem mora em Natal desde os 2 anos e se considera uma entusiasta da produção cultural local. “Temos uma resistência artística enorme em todas as vertentes, só precisamos de mais incentivos. Não dependemos da validação de fora para valorizar o que é da terra. É por isso que admiro o trabalho da Casa da Ribeira, por exemplo, que luta para ter espaço na cena, abrindo portas para iniciantes”, afirmou. 

Aliás, um dos curtas-metragens preferidos de Luana é baseado em uma crônica da potiguar Alice Carvalho. “A princesa empoderou”, para ela, foi uma forma de promover a representatividade da mulher como dona do próprio caminho. “Atuar ao lado de artistas locais, com temas tão relevantes, é um processo de amadurecimento profissional e pessoal. Tive oportunidades de estudar audiovisual nos Estados Unidos e foi ótimo para agregar conhecimento, mas reconheço que a riqueza cultural do nosso estado é autêntica e incomparável”.  

Lemniscata

A atriz é um dos destaques do curta Lemniscata, escrito e dirigido por Pedro Balduino, com estreia marcada para esta quinta-feira (20) no Instagram (@nuvim7d). A trama conta a história de uma jovem, interpretada por Luana, que chega em casa depois do trabalho e encontra personagens inesperados. “Maravilhoso participar de um projeto com tantos talentos, em um gênero totalmente novo para mim. A obra explora o surreal e o suspense, uma aventura como atriz”.  

Isolamento

Para manter viva a arte mesmo durante a pandemia, Luana criou um grupo de leitura de peças teatrais com colegas atores, através das plataformas virtuais. “É uma solução para o nosso exercício pois sabemos que a classe foi afetada ao extremo e que pode demorar para voltar. Assim, estamos isolados, porém juntos. A internet é uma ferramenta que quebra barreiras físicas e permite o alcance de mais pessoas”. Além disso, ela publica vídeos de monólogos e poesias encenadas para movimentar as redes sociais.  

Futuro

Em meio aos planos para a carreira, Luana almeja cursar mestrado na área do audiovisual, relacionando o aprendizado oriundo do direito ao anseio artístico. “Cada pessoa tem um jeito de mudar o mundo, pouco a pouco. Estou aqui e quero fazer a diferença com a atuação, que é o meu lugar. Talvez, um dia, em algum palco maior, levantarei a voz para questões importantes”.  

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.